BR-040 terá pedágio suspenso entre Rio e Juiz de Fora a partir de 16 de fevereiro

Rodovia que liga o Rio de Janeiro a Juiz de Fora está em fim de contrato com a concessionária Concer. Gestão será feita pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes até alguma empresa assumir

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Praça de pedágio na BR-040 - imagem de arquivo — Foto: Concer/Divulgação

A cobrança dos três pedágios dos 180 quilômetros da BR-040, rodovia que liga o Rio de Janeiro a Juiz de Fora, vai ser suspensa a partir do dia 16 de fevereiro. A medida é da Agência Nacional de Transportes Terrestres, diante do encerramento do contrato com a concessionária Concer.

O trecho vai ficar sob a responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes até alguma empresa assumir.

De acordo com a ANTT, um novo projeto de concessão já está em análise pelo Tribunal de Contas da União e deve ser publicado até abril, com previsão de assinatura de contrato até agosto deste ano.

Na nova proposta, a relicitação abrange o trecho entre Juiz de Fora e Belo Horizonte, que está sob responsabilidade de outra concessionária, e cujo o contrato também está chegando ao fim.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Durante uma agenda nesta semana, o governador do Rio, Cláudio Castro, afirmou que está propondo ao governo federal a estadualização de rodovias, como a BR-040, para posteriormente realizar nova concessão.

Em nota, a Concer informou que busca na Justiça o cumprimento do contrato por meio do reequilíbrio econômico-financeiro da concessão.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp BR-040 terá pedágio suspenso entre Rio e Juiz de Fora a partir de 16 de fevereiro

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Meu Senhor Jesus Cristo!! Pro Cláudio Castro propor ESTADUALIZAR a rodovia e pô-la na mão da AGETRANSP, é porque ele está vendo o caos armado pro governo Loola conseguir licitar a concessão.

  2. É obrigação do Estado garantir o “equilíbrio financeiro” da concessão? Se as concessionárias não estão conseguindo ter a receita desejada, o contribuinte é que dá de presente para os empresários preguiçosos? CONCER, CCR Barcas…se é para ser assim, reestatização de tudo! A choradeira dos empresários é ainda mais irritante do que o cinismo dos políticos da direita.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui