BRT do Rio ganha mais de 20 ônibus que reduzem em até 80% a emissão de gases poluentes

Novos veículos atenderão aos corredores Transoeste e Transbrasil; outros articulados com a mesma tecnologia serão entregues gradualmente até o fim de maio de 2024

Ônibus Euro 6 do BRT do Rio de Janeiro - Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro apresentou, nesta terça-feira (10/10), os 21 primeiros ônibus do sistema BRT com a tecnologia sustentável Euro 6, que têm a capacidade de reduzir em até 80% a emissão de gases poluentes.

Com estes veículos, comprados para atender aos corredores Transoeste e Transbrasil, o Rio se tornou a primeira cidade brasileira a adquirir articulados compatíveis com a norma ambiental Proconve P-8, equivalente ao Euro 6, o que, segundo o Poder Executivo carioca, reforça o compromisso com a sustentabilidade e a constante preocupação em promover soluções para as questões ambientais.

”Quero dar um recado para a população da Zona Oeste, que está há muito tempo sofrendo com os ônibus velhos do BRT da Transoeste. Estamos terminando as obras da pista ali e colocando concreto. Então, muito em breve vocês estarão andando em ônibus confortáveis, mais modernos e menos poluentes. Estamos felizes por poder entregar à população da Zona Oeste, e em breve aos usuários da Transbrasil, um transporte de qualidade, para que a experiência que as pessoas já estão vivendo na Transolímpica e na Transcarioca possa servir a todo o Sistema BRT implantado na cidade”, afirmou o prefeito Eduardo Paes.

O sistema Euro 6 estabelece limites mais rigorosos para as emissões de poluentes, assegurando a redução em 80% nas emissões de óxido de nitrogênio (NOx) e de 50% nas emissões de Material Particulado (MP) em relação aos motores Euro 5 atuais. Com menos poluentes, os veículos equipados com o sistema Euro 6 contribuem para a melhoria da qualidade do ar e para a preservação do meio ambiente. Além de gerar um impacto direto na saúde pública, porque a poluição está diretamente relacionada a doenças como hipertensão e problemas respiratórios, sobretudo em crianças e idosos.

”Hoje estamos apresentando os novos ônibus Euro 6, que são mais modernos e 80% menos poluentes. São 337 articulados nessa nova frota, da segunda leva de compras da Prefeitura, que vêm para a Transoeste e para a Transbrasil”, disse, por sua vez, a secretária de Transportes, Maína Celidonio.

Ao todo, foram comprados 337 articulados Euro 6. A previsão é que os demais veículos sejam entregues gradualmente até o fim de maio de 2024.

”Os ônibus Euro 6 são a geração mais nova de ônibus articulados que está rodando no Brasil. São mais seguros e têm mais opções de telemetria, o que possibilita um gerenciamento mais eficaz da frota. Lembrando ainda que, assim como todos os articulados amarelinhos, esses novos ônibus não andam com as portas abertas. Ele ainda tem um incremento de segurança a mais. Se o veículo não estiver totalmente parado, as portas não abrem e também não fecham”, complementou a diretora-presidente da Mobi-Rio, Cláudia Secin.

Modernidade

Os 21 novos ônibus são da montadora Marcopolo, possuem 23 metros de comprimento e têm a capacidade de transportar até 183 passageiros.

Além da redução de poluentes, os articulados contam com moderna tecnologia e são equipados com telemetria para análise de desempenho.

Há interação com o usuário (microfone ambiente, painel de mensagens aos usuários que alertam sobre as próximas estações e alto-falantes), câmeras, portas reforçadas, aviso sonoro de fechamento das portas de embarque e desembarque, sistema de bloqueio de porta que impede o movimento do ônibus enquanto as portas estiverem abertas, cabine segregada para o motorista, painel de temperatura, área reservada a pessoas com deficiência, tomadas USB em todas as poltronas, entre outros itens.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui