CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe mostra que valoriza produções cinematográficas do Centro-Oeste

Evento traz seleção de produções realizadas nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Uma mostra de cinema com filmes realizados no Centro-Oeste do país. Assim é “Do coração do Brasil – Mostra de Cinema do Centro-Oeste”, que ocorre de 5 a 17 de março na CAIXA Cultural Rio de Janeiro. Realizado pelo produtor e diretor Marco Antônio Bonatelli e com curadoria do cineasta indígena Takumã Kuikuro e do produtor João Gabriel Pelosi, o evento exibe 21 produções desenvolvidas nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e no Distrito Federal, além de palestras, bate-papos e sessões especiais. Os ingressos custam R?5 (inteira) e R? 2,50 (meia).

A programação reúne filmes indígenas e indigenistas, curtas e longas-metragens de gênero, como aventura e ficção científica, documentários e com abordagens experimentais. Para Marco Bonatelli, a proposta é trazer obras de estilos e poéticas diversas para o público carioca que nem sempre tem a oportunidade de conhecer o que é produzido na região: “Culturalmente vasto, plural e cheio de questões com potência de mobilizar debates no cenário nacional do audiovisual, tanto no fazer quanto no pensar cinema, todo o território que compõe a extensão do Centro-Oeste não é sequer lembrado na curadoria de mostras e festivais pelo Brasil na maior parte das vezes.”

Entre as produções indígenas, por exemplo, está o documentário de 2021 “Abdzé Wede’õ – O vírus tem cura?”, de Divino Tserewahú, que revela o impacto do coronavírus entre a população indígena da aldeia de Sangradouro, ao leste de Mato Grosso, e a luta dos nativos para sobreviver à pandemia. Outra obra de destaque é o registro histórico “Rituais e Festas Borôro”, que mostra os preparativos de um ritual funeral indígena e foi filmado no ano de 1917 pelo Major Luiz Thomaz Reis, acompanhante do Marechal Cândido Rondon em suas missões pelo país.

Já entre as obras não-indígenas, a mostra conta com “19 Mulheres e 1 Homem”, filme de estreia na direção do cineasta David Cardoso, considerado o Rei da Pornochanchada; “Branco Sai, Preto Fica”, longa-metragem de Adirley Queirós que mistura ficção com documentário e acompanha um grupo de jovens de Brasília que têm suas histórias marcadas por uma tragédia; “No Rastro das Cargueiras”, de Carol Matias, que apresenta as técnicas, paisagens e histórias de um grupo de catadores-ciclistas na capital do país; e o documentário “Chão”, de Camila Freitas, que mostra a ocupação de uma usina em processo de falência pelo Movimento Sem Terra, entre outros.

Advertisement

“São obras cinematográficas que tratam das incoerências e das belezas dessas terras; da opressão a determinadas classes e grupos sociais e das riquezas produzidas, que somam grande parte do PIB do nosso país; das paisagens que compõem o dia a dia de seus cidadãos e o que isso impacta no cotidiano de diferentes vivências. Nosso desejo é que o máximo de pessoas possível confie seu tempo ao evento, e que cada um desses indivíduos sinta, no comparecimento às salas de exibição, um movimento de alteridade e de descoberta”, completa Bonatelli.

A programação de “Do Coração do Brasil” também oferece atividades especiais como sessões inclusivas voltadas para pessoas com deficiência e transtorno do espectro autista. O evento de abertura contará com a presença do ator e diretor David Cardoso, que também fará um bate-papo com o público no dia seguinte. Haverá ainda uma palestra educacional a partir do filme “Rituais e Festas Borôro”, e outra sobre a produção de mostras e festivais com o diretor do evento, Marco Antônio Bonatelli. Confira a programação completa abaixo.

PROGRAMAÇÃO “DO CORAÇÃO DO BRASIL”

05/03

16h30 – Abertura da mostra para convidados com a presença do ator e diretor David Cardoso. Exibição de “Desejo Selvagem” (18 anos)
 

06/03

15h – Exibição “19 mulheres e 1 Homem” (18 anos)

17h – Roda de conversa com o ator e diretor David Cardoso, com mediação de Michel Henrique Araújo da Silva
 

07/03 

15h – Palestra: “Realizando mostras de cinema”, com o diretor do evento Marco Antônio Bonatelli

17h – Exibição de “Ava Yvy Vera – a terra do povo raio”(Livre)
 

08/03 

15h – Exibição de “Rituais e Festas Borôro” (Livre)

17h – Palestra de cunho educativa sobre meio ambiente com o professor Sérgio Ricardo Potiguara
 

09/03

15h – Exibição de “Estrutural” (14 anos)

17h – Exibição de “A Cidade É Uma Só” (10 anos)
 

10/03

13h30 – Exibição de “500 almas” (Livre)

16h – Exibição de “A Febre da Mata e Abdzé Wede’õ”(Livre)
 

12/03

15h – Exibição de “Desejo Selvagem” (sessão destinada ao público autista)

17h – Exibição de “Chão” (10 anos)
 

13/03 

15h – Exibição de “Wapté Mnhõnõ e Amne Adji Kapere Mba” (Livre)

17h – Exibição de “Resgate: Quem está no centro da América do Sul?” (10 anos)
 

14/03 

15h – Exibição de “No Rastro das Cargueiras” (10 anos)

17h – Exibição de “ATL 2 – Acampamento Terra Livre”, “Yarang Manin” e “Os Espíritos Só Entendem o Nosso Idioma” (Livre)
 

15/03 

15h – Exibição de “Rumo” (Livre)

17h – Exibição de “No Rastro das Cargueiras” (10 anos; sessão destinada à acessibilidade comunicacional – LIBRAS, audiodescrição e legendas descritivas)
 

16/03 

15h – Exibição de “Vermelha” (12 anos)

17h – Exibição de “Corpo e Alma de Mulher” (18 anos)
 

17/03

14h – Bate-papo com Felipe Feitosa. Conversa aberta com o público sobre a experiência do evento e possíveis caminhos para que, no futuro, se popularize ainda mais o cinema do Centro-Oeste

16h – Exibição de “Branco Sai, Preto Fica” (14 anos)

Serviço:

Mostra de cinema “Do Coração do Brasil”

CAIXA Cultural – Unidade Passeio

Rua do Passeio, 38, Centro

Visitação: Terça a Sábado, das 10h às 20h / Domingos e Feriados, das 11h às 18h.

Bilheteria: Terça a Sábado, das 13h às 19h e Domingos e Feriados das 13h às 18h.

Valor do ingresso: R? 5,00 (inteira) R? 2,5 (meia)

Informações: (21) 3980-2069 e (21) 3980-2019

Classificação etária: Ver programação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe mostra que valoriza produções cinematográficas do Centro-Oeste
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe mostra que valoriza produções cinematográficas do Centro-Oeste
Renata Granchi
Renata Granchi é jornalista e publicitária com mestrado em psicologia. Passou pela TV Manchete, TV Globo, Record TV, TV Escola e Jornal do Brasil. Escreveu dois livros didáticos e atualmente é diretora do Diário do Rio. Em paralelo, presta consultoria em comunicação e marketing para empresas do trade.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui