Câmara do Rio aprova em 1ª discussão projeto de lei que autoriza reforma de São Januário

Ao todo, 45 vereadores participaram da votação, e todos foram favoráveis ao projeto

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Vista aérea de São Januário, estádio do Vasco - Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (06/06), a Câmara Municipal do Rio de Janeiro (CMRJ) aprovou, em primeira discussão, o projeto de lei referente ao potencial construtivo da reforma de São Januário, estádio do Vasco, localizado na Zona Norte da cidade.

A votação contou 45 dos 51 vereadores que compõem a CMRJ, e todos os participantes votaram a favor do projeto. Agora, ele passará por um segundo debate na Casa. Se aprovado novamente, seguirá para sanção ou veto da Prefeitura.

”Esse é um projeto importante não só para o Vasco, mas para toda a cidade. A Câmara está fazendo o papel, discutindo com celeridade e de forma responsável. Agora, vamos fazer mais uma audiência e seguir para a apresentação de emendas, aprimorar o texto e, se tudo der certo, aprovar em definitivo antes do recesso”, explicou o vereador Carlo Caiado (PSD), presidente da Câmara.

Advertisement

Próximo passos

Na próxima terça (11/06), haverá a terceira audiência pública sobre o potencial construtivo que abrange a reforma de São Januário. Ela será realizada no próprio estádio, às 19h (de Brasília).

Posteriormente, em outra data, o projeto de lei será votado novamente pelos vereadores para, a partir disso, ter seu veredito final dado pelo prefeito Eduardo Paes – que é vascaíno e favorável à ideia, vale ressaltar.

A intenção do Vasco é que tudo esteja resolvido até o fim de junho, antes da Câmara entrar em recesso, no dia 01/07.

Rival vota a favor

Vereador do Rio, Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, maior rival do Vasco, participou da votação. Ele, que também deu ”sim” para o projeto cruzmaltino, pediu o mesmo empenho da Câmara em relação ao futuro projeto para construção do estádio do Rubro-Negro.

”É um projeto muito bom para a cidade [o do Vasco]. Apresenta para a economia do Rio números importantes. Eu espero que a coerência e a correção seja da mesma forma quando o projeto [do estádio] do Flamengo estiver sendo votado. Chegamos a um acordo que esses projetos são bons para a cidade. Sou a favor, mas espero que todos que sejam a favor do Vasco, quando vir o projeto do Flamengo, honrem o que foi tratado aqui”, pediu.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Câmara do Rio aprova em 1ª discussão projeto de lei que autoriza reforma de São Januário
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. É realmente muito boa a utilização destes recursos para as reformas de São Januário com a ampliação do estádio do clube e em melhorias no seu parque aquático.

    Mas REVITALIZAÇÃO DO ENTORNO DO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO – que é bom, nem pensar… ninguém fala sobre isso !!!

    Quanto ao projeto inicial orçado em 2016 em R$ 100.000.000,00 (cem milhões de reais) previsto para aquela região, ele beneficiaria não somente o Clube de Regatas Vasco da Gama – CRVG, mas como todos os moradores, trabalhadores, comerciantes e até mesmo a população da cidade do Rio de Janeiro, que ganhariam novas portas de entrada para aquela região do Bairro de São Cristóvão e adjacências.

    Lembramos também, que estava prevista a construção da estação São Januário do BRT Transbrasil, na Av. Brasil, em frente ao novo acesso previsto, ligando a mesma ao Estádio de São Januário, e uma nova praça em frente a portaria principal do Estádio de São Januário seria criada.

    Essa iniciativa de revitalização conta com o apoio de moradores, comerciantes, empresários da região e autoridades do Bairro Imperial de São Cristóvão e seus arredores, pois irá alavancar o potencial de investimentos naquele bairro ao revitalizá-lo, abrindo a possibilidade de novos imóveis habitacionais, comerciais, industriais, culturais, tais como: shoppings, lojas, cinemas, áreas de lazer, postos médicos, entre outros, que mudarão a situação atual de “REGIÃO ESTAGNADA” para “REGIÃO POTENCIALIZADA”!

    Outro argumento interessante, que podemos passar dentro deste contexto, é o fato de aquela região possuir um grande apelo Histórico e Cultural.

    Pois é uma região que fica a cerca de 2 km da “Quinta da Boa Vista” com seu Museu His-tórico e o BioParque, assim como a proximidade da Casa da Marquesa de Santos ( Museu da Moda ? ), do Museu Militar Conde de Linhares, do Museu e do Centro de Tradições Nordestinas (a Popular Feira de São Cristóvão), do Cadeg (Centro de Abastecimento Alimentício do RJ), do Museu de Astronomia e Ciências Afins (o MAST), do Polo de Lustres de Benfica (o maior polo de Iluminação do Rio), como também do Observatório Nacional, da Rádio Tupi RJ (1280 AM/ 96,5 FM), entre outros atrativos daquela Região Histórica e Cultural do Rio. E está é uma das regiões mais centrais da cidade do Rio de Janeiro.

    Quanto o Município do Rio de Janeiro, o Clube de Regatas Vasco da Gama – CVRG e a iniciativa privada não perdem, assim como os moradores e turistas da Cidade, em não se promover um Circuito Esportivo, Cultural e Histórico de São Cristóvão e de Benfica, aproximando e integrando estes equipamentos com a População ?

    Como visionários que somos, devemos nos empenhar em cobrar do Clube de Regatas Vasco da Gama – CRVG, como “carro-chefe” de quaisquer linhas de ações naquela região, diversas providências perante o Poder Público, reivindicando tais benfeitorias explanadas acima.

    E estas ideias devem ser divulgadas e cobradas a quem de dever e de direito de implementá-las.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui