Câmara do Rio terá comissão em prol de motoqueiros que atuam profissionalmente

Frente Parlamentar em Defesa dos Mototaxistas e Motofretistas terá como objetivo acompanhar políticas públicas e ações voltadas à categoria

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Mototaxistas e motofretistas na Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

Com o objetivo de acompanhar políticas públicas e ações voltadas à categoria, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro terá em breve a Frente Parlamentar em Defesa dos Mototaxistas e Motofretistas.

De autoria do vereador Marcio Ribeiro (Avante), a iniciativa visa defender, por meio de reuniões e seminários, temas de interesse dos trabalhadores da área, sejam relacionados à falta de infraestrutura adequada para locomoção nas vias da capital fluminense, falta de segurança e de respeito no trânsito ou condições adversas enfrentadas pelos mototaxistas e motofretistas, no exercício da profissão, além de outros assuntos.

”Nos dias de hoje, com o trânsito cada vez mais caótico e cheio, o mototaxista ou o motofretista são profissionais que aparecem como um alívio para garantir que uma encomenda chegue no destino de maneira mais rápida ou que uma pessoa consiga chegar ao trabalho no horário certo. Precisamos acompanhar as políticas e ações com respeito aos mototaxistas e motofretistas. Vamos promover debates e reuniões pensando sempre em contribuir na defesa e representatividade destas categorias que tanto trabalham e merecem”, disse Marcio.

Vale ressaltar que, desde julho de 2009, o serviço de mototáxi foi descrito no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), após a promulgação da Lei 12.009/2009. O texto abrange, além dos profissionais que transportam passageiros em motocicletas, os motofretistas, que usam esse meio de transporte para entrega de mercadorias.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Câmara do Rio terá comissão em prol de motoqueiros que atuam profissionalmente
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Absurdo apoiar esses irresponsáveis que não respeitam nada e nem ninguém nas ruas da cidade. Vão educar essa escumalha? Vão ensiná-los a respeitar as regras de trânsito ou eles continuarão a promover todo tipo de barbaridade nas ruas e quando alguém fala alguma coisa eles respondem na hora mandando a pessoa se foder ou ir para a puta que pariu? Eu gostaria muito de proibir os aplicativos de transporte e entrega no Brasil. Ou dar à categoria todos os direitos da CLT para ensejar o fechamento dessas empresas! Eu faço a minha parte! Nunca recebi NADA pelas mãos dessa gente! Imagina! Receber na minha casa a comida sagrada das mãos dessa turma!!!! Nem pensar!!! Se dependerem do meu pedido morrerão de sede! Agora usam o disfarce de entregadores para roubar idosos nas ruas!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui