Câmara instala comissão para acompanhar articulação entre aeroportos do Rio

O presidente da Comissão de Representação, Átila A. Nunes, explica que o objetivo é inserir a Câmara de Vereadores nesta discussão que também envolve o Poder Público municipal

Fachada do Aeroporto Santos Dumont | Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

O desenvolvimento do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) será o ponto central de uma Comissão de Representação instalada pela Câmara do Rio nesta quinta-feira (22/06). O grupo anunciou que vai realizar uma audiência pública em agosto, para discutir medidas como o anúncio da limitação dos voos do aeroporto Santos Dumont e outras medidas de coordenação entre os dois terminais aéreos. 

Na semana passada, o Governo Federal decidiu, junto com a Prefeitura do Rio, que a partir de outubro o Aeroporto Santos Dumont, no centro da cidade, ficará restrito a voos para os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Brasília, o que os voos dos demais destinos deverão operar no Aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador. 

A medida visa reverter o esvaziamento do Aeroporto Internacional do Galeão, que movimentou menos de 6 milhões de passageiros no ano passado, mesmo tendo uma capacidade anual de mais de 30 milhões. Já o Santos Dumont teve mais de 10 milhões de passageiros, segundo dados da União.

O presidente da Comissão de Representação, vereador Átila A. Nunes (PSD), explica que o objetivo é inserir a Câmara de Vereadores nesta discussão que, embora ocorra em âmbito federal, também envolve o Poder Público municipal: “a ideia principal é que a gente possa acompanhar os debates, as tratativas, e, principalmente, as decisões que estão sendo tomadas, e que a gente possa estar inserido nessas reuniões que estão acontecendo”.

Durante a reunião, ficou definida ainda a seguinte formação da Comissão de Representação dos Aeroportos: Prof. Célio Lupparelli (PSD), 1o vice-presidente, Vitor Hugo (MDB), 2o vice-presidente, Pedro Duarte (Novo), relator, e os vereadores Edson Santos (PT) e Tânia Bastos (Rep) como membros.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Só maluco que não dá valor a vida ter que lamber o asfalto da linha vermelha deitado fugindo de um tiroteio na favela da maré. Melhor vir de terezina , fortaleza , Natal e São.Luiz por escala em Brasília e Congonhas e pousar no Santos Dumont.

    • Fantástico! Passagem doméstica já proporcionalmente mais cara, imagina fazendo mil conexões. Vai sair “baratinho”, pode confiar!

      Não quer ir ao Galeão, ótimo. Sugerimos opção mais em conta, com direito a duty free:
      1) Sai do NE em voo direto a Buenos Aires;
      2) De lá para Cumbica;
      3) De Cumbica, pega ônibus executivo até Congonhas;
      4) Ponte aérea pro Santos-Dumont;
      5) VLT até Carioca;
      6) Metrô e/ou Supervia até a estação mais próxima do domicílio;
      7) Um táxi pra casa.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui