Campeã brasileira de jiu-jitsu, inspetora de escola pública de Itaguaí-RJ projeta criar equipe para ajudar mulheres vítimas de violência

Faixa azul Anielle Lanode conquistou o título na categoria até 74kg

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

Inspetora de uma escola municipal na cidade de Itaguaí, no Rio de Janeiro, a faixa azul de jiu-jitsu Anielle Lanode conquistou, neste final de semana, o título de campeã brasileira até 74kg pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Olímpico, em torneio realizado na Arena da Juventude, em Deodoro, na capital fluminense.

Agora, esta importante conquista se soma a outras medalhas da coleção de Anielle, como as de ouro da Copa do Mundo, do Sul-Americano e a de prata no Estadual. Apesar do vasto currículo em apenas 1 ano e 6 meses de treinamentos, a educadora afirma que seus objetivos na arte suave vão além.

“Pretendo pegar a faixa-preta, competir em outros países, ser campeã mundial e, o mais importante, criar o Team Anielle Lanode, que será voltado a ajudar mulheres vítimas de agressão a superarem os traumas através do esporte”, projeta Anielle, que treina equipe Leandro Borges / L&S CTAM, no bairro do Engenho, em Itaguaí.

Advertisement

Inspetora na Escola Municipal Professora Maria Guilhermina de Souza Freire, Anielle, que também pratica muay thai, modalidade na qual é grau azul claro, aponta as artes marciais como uma importante ferramenta de auxílio à educação. Além disso, ela afirma que os ensinamentos a ajudam em sua rotina de trabalho.

“O jiu-jitsu ajuda a desenvolver o foco mental, habilidades essenciais para o sucesso acadêmico e pessoal. A prática regular de jiu-jitsu pode contribuir para melhorar a capacidade de concentração das crianças em outras áreas de suas vidas também”, acredita.

“Além de ser uma modalidade sem discriminação de idade, raça, gênero e tamanho, o jiu-jitsu ensina a manter o controle em situações adversas, respeitar companheiros e oponentes, aprender com quem tem mais experiência, estar sempre se aprimorando, não se intimidar com as dificuldades e nunca desistir”, completa.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Campeã brasileira de jiu-jitsu, inspetora de escola pública de Itaguaí-RJ projeta criar equipe para ajudar mulheres vítimas de violência
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui