Cantor Tiee é condenado a prisão por ameaçar publicar fotos íntimas da ex-namorada

Advogado do pagodeiro informou que vai recorrer da decisão assim que o cantor for notificado oficialmente

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O músico Diogines Ferreira de Carvalho, conhecido como Tiee, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a um mês e 18 dias de prisão por ameaças contra a ex-namorada Ingrid Freitas, ocorridas em 2020.

O juiz Alberto Fraga entendeu que as provas apresentadas pela acusação são firmes e indiscutíveis. “Todos esses elementos, analisados em cotejo, conferem a certeza necessária e demonstram de maneira inequívoca de que o réu ameaçou a vítima Ingrid, por meio de escritos, de causar-lhe mal injusto e grave, consistente em divulgar fotos e vídeos íntimos da vítima”, diz um dos trechos da decisão.

O artista vai cumprir a decisão em regime inicialmente aberto. “O acusado respondeu ao processo solto e assim deverá permanecer, haja vista o quantum de pena e o regime fixado, bem como a concessão de sursis da pena.”

Musico vai recorrer

Tiee vai recorrer da decisão. “Não existe qualquer prova no processo que autorize uma condenação, uma vez que há nítida quebra da cadeia de custódia nos prints de supostas mensagens de WhatsApp, violando expressamente o determinado no art. 158-B do Código de Processo Penal, sem que tenha havido perícia para comprovar a veracidade da prova e, sobretudo, a realidade do contexto fático narrado pela suposta vítima”, informou o advogado José Estevam Macedo Lima, que representa o músico.

Advertisement

A defesa afirma ainda que o celular nunca foi periciado e que “jamais teve um relacionamento de coabitação com a suposta vítima, sendo assim totalmente incompetente o Juízo para julgar a respectiva Ação Penal.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Cantor Tiee é condenado a prisão por ameaçar publicar fotos íntimas da ex-namorada
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui