Capela São José, em Madureira, é alvo de depredação

A capela, que foi fundada em 1937, foi invadida e vandalizada, tendo itens quebrados e pichados

Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Capela São José, em Madureira, foi alvo de invasão e vandalismo. No último fim de semana, o local foi depredado e teve itens quebrados e pichados. Nas redes sociais, o padre Bruno Borba compartilhou as imagens.

Estamos vulneráveis por demais por uma situação de tamanho descaso (que se repete com muita frequência). Sempre ficamos com o coração ferido em ver tamanho desrespeito com nossa igreja. Por zelo, ainda bem que não se tem sacrário se não a profanação seria maior“, disse em publicação.

Na última terça-feira (17/01), o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, dom Antonio Luiz Catelan Ferreira presidiu uma missa de desagravo pela profanação do templo.

A Capela São José fundada em 1937 no bairro de Madureira, no alto do Morro que leva o mesmo nome do santo. Histórico, o templo é conhecido pela festa que acontece sempre no dia 19 de março, quando comemora-se o dia de São José, e no dia primeiro de maio, dia do trabalhador, reunindo centenas de fiéis.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. e questão é quem está “doutrinando” espiritualmente estes vândalos, para fazerem o que fazem? tem relação com a depredação dos templos de umbanda?

  2. Templos das mais diferentes religiões estão sendo esculachados nos subúrbios e regiões metropolitanas. por conta da radicalização e dos avanços de grupos de narco-milicianos. Infelizmente falta espírito ecumênico das pessoas em preservar e respeitar. Mas também eventos culturais permitidos pelas autoridades podem incutir nas pessoas a oportunidade de desrespeitar locais de culto e oração. Exemplo que poderá também ocorrer agora na região de Madureira será o carnaval da “Nova Intendente” que afetará o funcionamento do Santuário N.Sra. da Conceição, este com uma orígem que remonta ao século 18 e que terá que ser protegido de arquibancadas, do ruído extremo e das pessoas que circularão pelas instalações temporárias que alí ficarão por duas semanas. Já é impactado pelos tiroteios, mas ainda existe respeito. Será que com a facilidade de acesso este também não será vandalizado?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui