Capitania dos Portos afirma que há mais de 60 navios abandonados na Baía de Guanabara

Órgão diz que a Secretaria Estadual de Ambiente está ciente sobre a situação e ainda assim não removeu as embarcações

O graneleiro São Luiz está fundeado na Baía de Guanabara, desde abril de 2016 / Reprodução de vídeo

A Capitania dos Portos, orgão de autoridade marítima, afirma que há mais de 60 navios abandonados na Baía de Guanabara. O órgão ainda diz que a Secretaria Estadual de Ambiente sabe desta informação e mesmo assim não removeu as embarcações do mar fluminense.

A Capitania acrescenta que o próprio Governo do Rio solicitou, via ofício ao órgão, a responsabilidade para realizar a remoção.

Um estudo realizado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) mostrou também que entre 2018 e 2021, apenas 17 cascos abandonados foram retirados da Baía de Guanabara.

Os navios sem utilidade podem gerar problemas aos mares e população do Rio. Há um mês, o graneleiro São Luiz, que estava ancorado na Baía de Guanabara desde 2016, foi levado pelo vento e se chocou violentamente contra a estrutura da ponte Rio x Niterói. O acidente fechou a via por horas.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui