Carnaval do Rio registra alta no número de furtos de celulares e alerta para cuidados com segurança de dispositivos

Paulo Roberto, CEO do grupo Iphone Brands Brasil, conhecido como 'embaixador dos iphones', dá dicas de como se proteger e de como proceder se você foi uma das vítimas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Carnaval de Rua 2023 - Rio, 20/02/2023 - Bloco Exagerado (10000). Foto Gustavo Stephan /Riotur

De acordo com estudo realizado pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), a capital fluminense superou São Paulo e Salvador, sendo o destino mais disputado pelos turistas que buscaram reservar pacotes para a temporada carnavalesca. No meio da multidão, dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) confirmaram um celular roubado há cada 12 minutos somente no Rio de Janeiro.

Com a combinação da procura de turistas pela Cidade Maravilhosa durante o feriado para curtir a folia, festas, desfiles e blocos de rua, a expectativa seria que os números relacionados ao furto de celulares aumentassem significativamente. Paulo Roberto, CEO do grupo Iphone Brands Brasil, conhecido como embaixador dos iphones, dá dicas de como se proteger e de como proceder se você foi uma das vítimas.

“É necessário redobrar a atenção durante as festividades, festas e bloquinhos tendem a ter muito empurra-empurra e isso facilita a ação de pessoas más intencionadas que puxam o celular do bolso ou da mão do cidadão. Se for levar o celular, se atente a ter uma boa senha para desbloqueio, ou até a impressão digital. Outros movimentos simples como tirar o modo avião do atalho do aparelho, para que o ladrão não deixe o seu celular offline e você consiga localizar”, explicou o CEO do grupo iphone Brands Brasil.

O especialista explica, que além da proteção na considerada primeira camada, é interessante ativar a autenticação de duas etapas em todos os apps que disponibilizam este serviço, pois assaltantes não buscam apenas o valor do aparelho, mas o acesso a seus dados pessoais e aplicativos de bancos. Retirar as senhas salvas e acesso automático em apps de instituições financeiras também é altamente recomendado.

Advertisement

Leia também

Terminal Gentileza começa a operar para população; veja detalhes

Pedro Paulo cada vez mais certo como vice de Eduardo Paes – Bastidores do Rio

“Primeiramente, você deve ter salvo o IMEI do seu aparelho, pois é um identificador único global do seu dispositivo, que fica localizado no adesivo da bateria e na caixa do produto. Em posse do código, você pode ligar ou ir até sua operadora e bloquear tanto o número quanto o aparelho. Se você tiver apps de bancos, você também deve ligar imediatamente e solicitar o bloqueio de qualquer transação realizada no celular”, finalizou.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Carnaval do Rio registra alta no número de furtos de celulares e alerta para cuidados com segurança de dispositivos

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui