Casa abandonada na Tijuca corre risco de desabar e matar os 20 gatos que ali vivem

Dono do imóvel abandonou o lugar há mais de um ano, deixando também os seus gatos de estimação, que se reproduziram e formaram uma colônia

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Interior da casa abandonada na Tijuca / Reprodução: PGT

Com telhado prestes a cair e em grande estado de deterioração, uma casa abandonada na Rua Visconde de Figueiredo, na Tijuca, é motivo de intensa preocupação para moradores da região, transeuntes e protetores de animais.

Segundo vizinhos, o dono do imóvel abandonou o lugar há mais de um ano, deixando também os seus gatos de estimação para trás. Os animais, que não eram castrados, procriaram e formaram uma colônia de aproximadamente 20 animais, que sobrevivem graças à benevolência de voluntários e protetores.

As imagens do interior do imóvel, feitas por moradores locais, atestam a calamitosa situação do construção, localizada em área nobre da Zona Norte do Rio. A casa está abarrotada de lixo diverso, além da mobília, potes e garrafas de plástico. Em meio à tanta imundície sobrevivem os pobres animais, que fazem as suas necessidades na residência, o que produz um forte odor.

Ao Portal Grande Tijuca, uma vizinha do imóvel e protetora de animais comentou: “Essa casa, além do risco de queda e de poder machucar alguém, ainda tem a questão dos gatos. Sem contar com o cheiro forte e riscos de infestação de rato, mosquito e demais insetos”.

Advertisement

O PGT entrou em contato com a subprefeitura da Grande Tijuca que disse estar à procura do proprietário do imóvel. Quanto aos animais, a informou que vai solicitar a ajuda da Secretaria de Proteção e Defesa dos Animais.

Por meio de nota, a Subprefeitura da Grande Tijuca esclareceu que “esteve no local e identificou que se trata de um imóvel particular. A equipe conversou com moradores e tenta localizar o proprietário da casa. Com relação aos animais abandonados, a Subprefeitura irá solicitar que a Secretaria de Proteção e Defesa dos Animais verifique a atual situação. Além disso, o órgão também irá solicitar uma vistoria da Comlurb para avaliar a possibilidade de entrada no imóvel para que seja feita a limpeza do espaço”, reportou o veículo.

Informações e imagens: Portal Grande Tijuca

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Casa abandonada na Tijuca corre risco de desabar e matar os 20 gatos que ali vivem
Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Alguém por favor me explique: se um sujeito não tem interesse em um imóvel, seja lá por qual motivo for, não seria melhor e mais razoável colocá-lo à venda por um preço baixo? Se o problema é a falta de condições de manter o imóvel, pelo menos você se livra dele e ainda coloca algum no bolso! Entretanto, por que ainda é possível simplesmente largar o imóvel para trás, assim, como se fosse um pedaço de madeira velha? Se fôssemos um país sério, um imóvel nestas condições não seria prontamente confiscado pelo poder público e repassado a outrem para que cumprisse sua finalidade? Por que ainda permitimos que imóveis continuem sendo simplesmente largados para trás?

    Já vou logo avisando: não aceito o argumento da herança: se o dono anterior do imóvel morreu e seus herdeiros não assumem suas responsabilidades, em um mundo sensato eles não teriam direito algum sobre este imóvel, afinal, não foram nem eles que o adquiriram. Se as leis protegem herdeiros relaxados (ou porque os herdeiros estão de briguinha e não conseguem chegar a um acordo), então esta lei é burra e causa prejuízo a toda a sociedade, portanto, precisa urgentemente ser mudada.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui