Casa Groov é o novo espaço dedicado às artes na Taquara, Zona Oeste do Rio de Janeiro

O espaço, que fica na Estrada do Rio Grande 2695, é um mix de moda, artesanato, pintura, musica, tatuagem, culinária e outras coisas

A parte interna da Casa Groov. Foto: Divulgação

Uma reclamação constante de moradores de muitas partes da Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro é a falta de espaços voltados à cultura, manifestações artísticas e eventos que fogem do convencional. De fato não são muitos locais com esse foco na região. A Casa Groov, que fica na Estrada do Rio Grande, 2695, na Taquara, foi criada para mudar isso.

A ideia surgiu na Bahia, no segundo semestre deste ano, na Chapada Diamantina, Vale do Capão, no Distrito de Caeté-açu, onde Gabrielle Leal e Lucas Dias, os proprietários da Casa, perceberam a necessidade de existir um local onde as pessoas pudessem se sentir acolhidas, assim podendo de maneira livre expressar seus pensares, suas ideias e seus projetos dando espaço à criatividade de maneira coletiva.

“Não é comum esse tipo de espaço, onde mentes agitadas e pensantes acabam se encontrando para se organizar e por consequência, acabar agregando culturalmente ao entorno do bairro onde se localiza. Logo menos fomos pra Salvador, e acabou que não botamos a casa pra frente no Vale do Capão, e foi em Salvador, lá no bairro de Santo Antônio Além do Carmo que a ideia começou a tomar forma. Não chegamos a encontrar um espaço para acolher nosso projeto mas tivemos a oportunidade de desenvolver outras coisas por lá, como a ocupação da Escadaria do Passo onde aconteceu a ocupação da escadaria do passo no Pelourinho em Salvador. Aconteciam noites de exposições de roupas, drinks, discotecagem de musica brasileira e uma roda de samba composta por moradores da rua do Passo, ali se encontravam artistas de todas as áreas, surgiam projetos, encontros e descobertas”, disse Gabrielle Leal.

“Logo após essa temporada que passamos em Salvador, resolvemos voltar de onde partimos que é aqui na Taquara, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Lugar onde conhecemos muito bem e temos amigos que poderiam somar em nosso projeto. Pessoas envolvidas com música, teatro, moda, tatuagem, e artes no geral. E como é o local que estão essas nossas raízes, ficou mais viável conseguir recursos e até mesmo identificar as dores que buscamos sanar, num âmbito sociocultural. Foi onde conseguimos nos movimentar para finalmente abrir a Casa”, detalhou Lucas.

A Casa Groov é composta, principalmente, por manifestações artísticas, com diferentes ideias e experiências de vida. A decoração, por exemplo, é toda feita por artistas da região onde o bar está localizado. O espaço oferece experiências musicais às quintas-feiras, que é uma espécie de laboratório musical, no qual os artistas podem trazer seus instrumentos e praticarem uns com os outros algo diferente do comum. E além disso são sempre convidados músicos e DJs locais, trazendo trabalhos autorais, em sua maioria valorizando a cultura regional brasileira.

“É um local que é totalmente fora da curva se tratando de Taquara. O público que buscamos, muitas vezes não é da região, mas mesmo sendo, não tinha o costume de frequentar o bairro, justamente pela falta de um lugar que fizesse artistas se sentirem à vontade para se manifestarem livremente. Hoje podemos afirmar que estamos mudando esse cenário do bairro, trazendo atrações que valorizam a cultura nacional e outros projetos. E não é apenas de arte que queremos tratar, queremos também trazer projetos sociais, fazer com que a arte de fato possa abrir a mente e o coração das pessoas. São muitos projetos em mente, estamos muito animados em dar início a cada um deles de maneira organizada mas divertida também”, conta Lucas Dias.

Para o futuro, Gabrielle e Lucas planejam que a Casa possa trazer cada vez mais experiências artísticas e sonoras ao público. Lançar edições especiais de festas da própria Groov em praças públicas, como ocupações artísticas. Um dos projetos que já está em curso é o “Groov de Saia”, que consiste em uma roda de conversa feminina quinzenal, acolhendo mulheres, dando apoio emocional e psicológico com trocas de experiências. O projeto conta com a a ajuda de uma psicóloga parceira da Casa. O projeto vem conquistando o carinho das mulheres que moram na Zona Oeste, que divulgam entre as amigas e sempre convidam mais gente.

“Groov de Saia” na Casa Groov

Temos inúmeras ideias que queremos colocar em prática e uma das que mais gostamos e já está acontecendo também é A Casa Criativa. Um projeto mensal onde artistas e artesãos se unem na casa para divulgar e expandir seu trabalho. Um mix de moda, artesanato, pintura, musica, tatuagem, culinária entre outras coisas. O evento acontece durante o dia inteiro, e é totalmente gratuito para expor. O intuito é promover esses artistas e gerar renda para eles”, finaliza Gabrielle.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui