Casa Marambaia reproduz banquete do Imperador Dom Pedro II em Petrópolis

Assinado pelos chefs Ronald Villard e David Mansaud, o jantar conta com receitas e músicas da época

Casa Marambaia Jantar Imperial (Foto: Leonardo Guimarães)

A Casa Marambaia, um hotel boutique localizado em Corrêas, região Serrana do Rio, realiza nos dias 20 e 21 de maio mais uma edição do “Jantar Imperial”. Na série de eventos gastronômicos, os chefs franceses Roland Villard e David Mansaud reproduzem receitas de época, buscando ser fiéis aos ingredientes e possíveis apresentações dos pratos, em um movimento de resgate da memória e da história de Petrópolis e do Brasil pelo paladar. Os jantares acontecem sempre na terceira sexta-feira e sábado de cada mês, com releituras de menus da coleção de Dom Pedro II. 

Para o “Jantar Imperial” desta edição, a dupla de chefs apresenta pratos como consomê imperial com sagu e presunto royale, caldo de gelatina de lagosta e legumes com creme de couve-flor e trouxinha de codorna e foie gras com acelga braseada e peito de porco defumado. O prato principal do menu é o tornedor com molho de tomate agridoce, acompanhado de batatas gratinadas e cogumelos. E, para encerrar o banquete, trilogia de profiteroles: avelã, Grand Marnier e frutas vermelhas. 

Completando a experiência de volta ao século XIX por meio da gastronomia, haverá uma apresentação de cordas, piano e flauta do quinteto Camerata Vivace, tocando um repertório fiel aos tempos de Dom Pedro II, proporcionando, também, uma experiência musical de outrora aos comensais.  

O “Jantar Imperial” custa R$ 225 (+10%) por pessoa, sem bebidas. As reservas devem ser feitas por telefone, pelo (24) 2236-3650 ou pelo (24) 99974-7608. 

“Jantar Imperial”  

Em março de 2021, para celebrar o 178º aniversário de Petrópolis e homenagear aquele que dá nome à cidade, Dom Pedro II, a Casa Marambaia deu início à série “Jantar Imperial”. Colecionador de menus franceses, o Imperador inspira os jantares especiais assinados pelos chefs Roland Villard e David Mansaud e realizados mensalmente desde então. A dupla francesa recria receitas encontradas no acervo de Dom Pedro II, em degustações servidas sempre no restaurante do hotel boutique em Corrêas. 

Villard e Mansaud realizaram uma extensa pesquisa sobre a coleção de menus do monarca brasileiro e os banquetes servidos na época do Império. A dupla reproduz as receitas usando os mesmos ingredientes e técnicas. Os chefs ainda criam apresentações o mais fieis possíveis à época, em um movimento de resgate da memória e da história de Petrópolis e do Brasil por meio da gastronomia. 

Os menus variam a cada mês. Desde o início da série, já foram reproduzidos banquetes como o servido em homenagem aos 40 anos do Jubileu da Rainha Vitória, em 1887 – com pratos como Vol-au-Vent de cogumelos e Sabayon de Champagne com morangos – e o que celebrou o centenário da independência dos Estados Unidos da América, em 1876 – quando foram servidos fondue de queijo com cogumelos e torradas e codorna aberta com molho agridoce de laranja e batata baroa assada. 

O creme de cogumelos à la “Richelieu” e massa folhada, a terrine de galinha com avelãs grelhadas, o ovo mole frito com creme de crustáceos e massa fresca, o Boeuf Bourguignon com cenoura glaceada, batata château e cebola caramelizada e o Saint-honoré de profiteroles de caramelo, chocolate e laranja estavam no menu servido em agosto de 2021, exatamente 138 anos depois do original.   

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui