Caso Henry: Monique Medeiros sai da cadeia 

Ela deixou o Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, na tarde desta segunda-feira aos gritos de "assassina"

Foto: Reprodução/TV Globo

Nesta segunda-feira (29/08), Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, morto em 2021, saiu da cadeia. Ela estava presa no Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Ela deixou o local aos gritos de “assassina”. A informação foi divulgada pelo portal de notícias “g1”.

Monique é ré, juntamente com o ex-marido, Jairo Souza Santos Júnior, o ex-vereador Doutor Jairinho, pela morte de Henry Borel. Em agosto, o MP pediu que ambos vão a júri popular.

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), revogou a prisão preventiva e concedeu liberdade para Monique. O pedido foi feito por meio de um habeas corpus da defesa, que não foi analisado, mas concedido de ofício. Isso significa que foi iniciativa do próprio ministro.

Monique retornou à prisão em 29 de junho, após o desembargador Joaquim Domingos de Almeida Neto, da 7ª Câmara Criminal, acatar um recurso do Ministério Público. Jairo Souza Santos Júnior, o Dr Jairinho, também réu no processo, permanece preso pelos crimes contra a criança, que morreu em 8 de março de 2021.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui