CCBB do Rio reúne obras clássicas do cineasta contemporâneo Tim Burton

Além da exibição de 42 títulos dirigidos e produzidos pelo cineasta, a mostra oferecerá debates, masterclass, oficinas e palestras ao público

Foto: Divulgação

Para 2023, Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro, realizará uma retrospectiva de O Cinema de Tim Burton de 4 a 6/1, garantindo diversão e arte para o público carioca e para os inúmeros turistas que visitam a cidade nesta época do ano. A mostra exibirá 42 filmes, sendo 23 títulos dirigidos por Tim Burton, um inspirado em uma de suas histórias e mais uma seleção de 18 longas metragens que são referências na carreira do diretor.

Será a maior mostra de filmes já realizada no Rio de Janeiro dedicada ao cineasta, que recebeu o Leão de Ouro pela sua carreira no Festival de Veneza de 2007. Com obras inesquecíveis, que se tornaram clássicas, sucessos de público e de crítica, a retrospectiva apresentará desde um dos primeiros filmes de Tim Burton, o premiado curta Vincent (1982) até o remake de Dumbo (2019), passando por alguns títulos como, A Noiva Cadáver (2005), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), Alice no País das Maravilhas (2010), Os Fantasmas se Divertem (1988) e Batman (1989), o maior sucesso de bilheteria de Burton.

Além da exibição dos filmes, a mostra promoverá diversas atividades extras, todas gratuitas, como por exemplo: o debate “O estranho Mundo de Tim Burton”, com a professora e diretora de arte Beth Jacob, o jornalista e crítico de cinema Leonardo Luiz Ferreira e a mediação do curador da mostra Breno Lira Gomes; a palestra “Batman na visão de Tim Burton”, com o crítico e cineasta Mario Abbade; a masterclass “O gótico estilizado – A Literatura Gótica no Cinema de Tim Burton”, com o professor e curador Eduardo Reginato; caracterização com maquiagem para o público e participações de cosplays de personagens icônicos de Burton. Para a palestra e a masterclass, serão distribuídas senhas a partir de meia hora antes do início do evento na entrada do Cinema.

O idealizador e curador da mostra, comenta sobre a magnitude da obra do diretor. “Tim Burton é um cineasta que tem fãs espalhados em todo o mundo. Seus filmes são muito marcantes visualmente. Esse mundo disforme em que, ao mesmo tempo, parece que você está num sonho e num pesadelo, personagens amalucados, os cenários e figurinos tão bem elaborados e uma trilha sonora marcante sempre me fascinaram na obra de Tim Burton”, disse Breno, que já assinou a curadoria e a produção de retrospectivas de Pedro Almodóvar, Cacá Diegues, Nelson Pereira dos Santos, Walter Carvalho, Grande Othelo e Ruth de Souza.

Depois do Rio, a mostra segue para o Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, de 25/1 a 26/2, na sequência para o Centro Cultural Banco do Brasil de Belo Horizonte, de 1/2 a 6/3, que montará uma estrutura exclusiva para as exibições. A programação e as sinopses dos filmes que estarão em exibição na mostra, estão disponíveis em: ccbb.com.br/rio-de-janeiro/programacao/ocinemadetimburton


Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui