Costa Verde do RJ ganha novo sistema de pedágio; confira

Método inovador de pagamento eletrônico permite ao usuário com TAG obter no mínimo 5% de desconto nas tarifas; serviços serão instalados em Paraty, Mangaratiba e Itaguaí

Foto: Divulgação/CCR RioSP

A CCR RioSP iniciou a implantação do novo sistema de pagamento eletrônico de pedágio, o Free Flow, em três cidades da região da Costa Verde do Rio de Janeiro. Os serviços acontecem em Itaguaí, no Km 414; em Mangaratiba, no Km 477; e em Paraty, no Km 538. O método inovador de pagamento eletrônico irá permitir ao usuário com TAG obter 5% de desconto nas tarifas podendo chegar até 70%.

Para instalação dos pórticos estão em andamento os trabalhos de terraplanagem, fundação e construção da sala técnica. A previsão de instalação é ainda nesta semana. Do dia 30 de janeiro a 28 de fevereiro, começa a fase experimental do Free Flow, e segundo a CCR, não terá cobrança. A partir de março de 2023 o sistema estará implementado para o início da cobrança de tarifas.

Eduardo Camargo, presidente da CCR Rodovias, afirma que a Rio-Santos será a primeira rodovia do Brasil com esse novo método de cobrança. “A partir da experiência acumulada neste trecho, será possível expandir esse tipo de tecnologia para as demais rodovias e concessionárias”, disse Camargo.

A concessionária fará uma campanha educativa com intuito de informar o cliente que trafega pela rodovia sobre o funcionamento e os benefícios do novo modelo de pagamento eletrônico. O sistema funciona por meio de pórticos com tecnologia de última geração que identificam, classificam os veículos e cobram a tarifa eletronicamente, conforme o tipo e o número de eixos.

Para a Agência Nacional de Transportes Terrestres o sistema eletrônico de cobrança de tarifa traz para o cliente da rodovia conforto, fluidez de tráfego e economia de combustível.

Como funciona o Free Flow

O sistema Free Flow substitui as convencionais praças de pedágio e permite uma viagem totalmente sem paradas ou diminuição de velocidade próximo aos locais de cobrança, ou seja, sem barreiras.

Há duas formas de pagamento: uma pela leitura de uma TAG previamente instalada no para-brisa e outra pela leitura da placa dos veículos.

No primeiro caso, a passagem será cobrada direto na fatura da operadora de TAG com o benefício do desconto previsto para o usuário frequente, que pode alcançar até 70% . Os veículos leves terão vantagem adicional com desconto progressivo a partir da segunda até a trigésima passagens apuradas no mesmo local/sentido, dentro do mês vigente. Segundo a Concessionária, mesmo com uma passagem ao mês, o cliente TAG terá desconto de 5% . Já para o motorista que não tem uma TAG instalada no para-brisa, o pagamento da tarifa poderá ser feito por PIX, WhatsApp/Chatbot, App ou portal web da concessionária.

Advertisement

11 COMENTÁRIOS

  1. Até aonde eu me sinto entendido.
    Não pode ter via privatizada com usina nuclear por causa da “soberania nacional ”
    Mais aqui é Brasil e no Brasil Até o passado é escrito a lápis.
    Obrigado presidente Bolsonaro por mais este ” presente de grego ” pra todos os brasileiros.
    Direito de ir e vir não existe.
    Vergonha nacional.

  2. Sabe o que eu não entendo porque ter pedágio na Roo santos, rodovia paga, antiga, mais agora vai pagar pra ter seu lazer, trabalhar, mais não vai ter iluminação, não vai ter segurança como acontece na dutra, mais um roubo. Pior os vagabundos que fizeram manifestação não fazem quando precisam, vai engolir mais uma desse governo de merda. Depois quer culpar PT, esquerda, se nem sabe o que faz quer saber como cobrar seus direitos.

  3. Interessante mesmo é que se cria um metodo de cobrança, faz um estardalhaço de marketing, mas já cumpriram alguma etapa na melhoria da segurança da estrada ou pintaram faixas e meio fio?

  4. Tudo pra concessionária comer dinheiro. E quem apoiou a entrega da Rio Santos, depois pergunta por que as tarifas não param de aumentar e mais pedagios vão sendo feitos. Por que será né?

  5. Brasil é uma vergonha mesmo. Pagamos IPVA caríssimos para ainda pagar pedagios nestas rodovias horriveis que temos. Temos que andar com a cara pintada de palhaço. Isso sim..

  6. Finalmente estão investindo em algo simples que a mais de 10 anos já existe em outros países e que facilita e muito a vida dos motoristas. Esse tipo de pedágio já deveria existir por aqui a muito tempo. Fui ao Chile em 2011 e já existia esse sistema e pensei, pq aqui a linha amarela e etc não são assim? Mas que bom que colocaram. Antes tarde do que nunca. Falta agora colocar em todos os outros da cidade

    • Interessante mesmo é que se cria um metodo de cobrança, faz um estardalhaço de marketing, mas já cumpriram alguma etapa na melhoria da segurança da estrada ou pintaram faixas e meio fio?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui