Chafariz da Candelária retoma suas atividades após restauração

A retomada das atividades aconteceu na manhã desta quinta-feira (27/07) e a recuperação do monumento, que estava parado há seis anos, se deu por meio da Secretaria de Conservação

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação/Seconserva

O Chafariz Oferenda, também conhecido como Mulher com Ânfora, em frente à Igreja da Candelária, no Centro do Rio, retomou suas atividades, nesta quinta-feira (27/07), após um período de testes. A recuperação da peça, que estava desligada desde 2017, se deu por meio da Secretaria Municipal de Conservação.

A equipe da Gerência de Monumentos e Chafarizes, ligada à pasta, supervisionou a instalação de uma nova tubulação, possibilitando que a água voltasse a jorrar. E tanto a bomba quanto o comando elétrico do monumento foram substituídos devido aos furtos anteriores.

O monumento seguirá a programação dos demais chafarizes da cidade e permanecerá ligado três vezes ao dia, das 8h às 10h, das 12h às 14h e das 16h às 18h.

Criada pelo escultor Humberto Cozzo, sob encomenda do Prefeito do Rio, na época, Pedro Ernesto, a peça em bronze representa uma mulher reclinada, segurando uma ânfora de onde sai um jato d’água.

Advertisement

A sua primeira instalação ocorreu em 1934, com o objetivo de ocultar a ventilação do ar-condicionado do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. E que posteriormente, em 1950, foi transferida para o Largo da Glória e cercada por uma bacia de granito em formato de rosa. Em 1975, devido às obras do MetrôRio, foi novamente retirada e permaneceu guardada até 1988, quando foi reinstalada em seu local atual, em frente à Igreja da Candelária.

Veja como ficou:

Crédito: Daniel Martins / DIÁRIO DO RIO

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Chafariz da Candelária retoma suas atividades após restauração
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui