Chegada do Verão: O que o carioca pode aguardar da estação mais quente que se inicia nesta sexta-feira

De acordo com o Sistema Alerta Rio a média da temperatura máxima para este verão é de aproximadamente 35°C

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto meramente ilustrativa de dia de intenso calor no Rio de Janeiro - Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O verão está prestes a começar oficialmente nesta sexta-feira (22/12) e o município carioca já experimentou, nas últimas semanas da primavera, um cenário marcado por temperaturas elevadas, refletindo as condições climáticas do ano de 2023 e indicando a chegada iminente da próxima estação.

Os dados do Sistema Alerta Rio revelam que os meses de fevereiro, março, julho, agosto e novembro deste ano de 2023 apresentaram recordes históricos de temperatura máxima. Em novembro, os termômetros atingiram a marca de 43,8°C, a temperatura mais alta do ano, enquanto a sensação térmica alcançou 59,7°C, conforme registrado nas estações meteorológicas da Prefeitura do Rio.

A média da temperatura máxima para o verão é de aproximadamente 35°C. E espera-se que a transição para a nova estação mantenha esse padrão. Por conta do intenso calor que afetou diversas partes do país neste segundo semestre, incluindo a capital fluminense, as altas temperaturas e da sensação térmica serão agora fatores determinantes para mudanças operacionais na cidade.

A partir de agora o Centro de Operações Rio (COR) poderá ajustar seus estágios operacionais em dias de maior vulnerabilidade da população ao estresse térmico. “Entendemos que o mundo passa por uma transformação climática e no Rio de Janeiro não é diferente. Estamos investindo muito em tecnologia e monitoramento. Recentemente, incluímos as áreas de calor como variável em nossa matriz decisória para a mudança de estágio.” explicou Marcus Belchior, o chefe-executivo do COR.

Advertisement

Uma novidade para este verão é a aquisição do novo radar meteorológico pela Prefeitura do Rio que está programado para ser inaugurado até o final deste mês de dezembro. O equipamento será instalado na Serra do Mendanha, na Zona Oeste do Rio, e ampliará a capacidade da cidade no monitoramento do tempo. E além disso, auxiliará os meteorologistas na previsão de curto prazo para chuvas de granizo.

A meteorologista-chefe do Sistema Alerta Rio, Raquel Franco, destacou que o novo radar representa uma conquista para toda a cidade, proporcionando maior precisão nas previsões, especialmente diante das possíveis chuvas de verão. “Este novo radar, além de ser um equipamento mais moderno que o atual, conseguindo detectar melhor o que tem dentro da nuvem, também irá cobrir melhor uma área da Zona Oeste. Ele também fornecerá dados brutos, que poderão ser utilizados para pesquisas científicas.” explicou Raquel.

A Prefeitura do Rio também adotou medidas adicionais para enfrentar o intenso calor, disponibilizando mais de 100 pontos de hidratação para a população. Esses pontos distribuirão água, isotônicos, roupas, chinelos e protetor solar para pessoas em situação de vulnerabilidade. A localização desses postos e centros de saúde pode ser consultada no site e aplicativo do COR.

Confira as maiores temperaturas registradas no verão:

  • 42,9°C em 31/12/2016
  • 42,4°C em 18/01/2018
  • 42,2°C em 08/01/2019

Confira as maiores sensações térmicas já registradas:

  • 58,3°C em 17/02/2023
  • 55,4°C em 25/02/2020
  • 55,0°C em 21/12/2014

A estação do verão compreende os últimos 10 dias de dezembro até os 20 primeiros dias de março. É a estação mais chuvosa na cidade do Rio de Janeiro, associada à atuação de áreas de instabilidade formadas pelo calor e alta umidade do ar aos episódios de Zonas de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e à passagem de frentes frias no final da estação.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Chegada do Verão: O que o carioca pode aguardar da estação mais quente que se inicia nesta sexta-feira
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui