Cidade do Aço tem plano de recuperação judicial homologado pela Justiça do Rio

A Viação liga o sul fluminense ao Rio, Minas e São Paulo. A empresa sofre com a drástica redução do volume de passageiros transportados

Reprodução: Internet

Um ano e meio depois de entrar com pedido de recuperação judicial, por dívidas de R$ 31 milhões, a Viação Cidade do Aço teve o seu Plano de Recuperação Judicial homologado pela Justiça do Rio de Janeiro.

Fundada há 70 anos, a Cidade do Aço liga o sul fluminense ao Rio, e aos estados de Minas e São Paulo. A empresa tem sofrido os efeitos da pandemia e da drástica redução do volume de passageiros transportados. Em 2019, foram 600 mil pessoas transportadas. No ano seguinte, tal volume caiu praticamente à metade. A companhia de Barra Mansa ainda não recuperou o patamar pré-pandemia.

De acordo com a advogada da empresa, Fabiana Marques, a medida permitirá que a Viação Cidade do Aço continue em atividade e reestruture as suas dívidas.

“A homologação do Plano de Recuperação Judicial permitirá que a Viação Cidade do Aço de continuidade à sua história de mais de 70 anos no setor de transporte, com a restruturação da dívida e a equalização do passivo,” disse a advogada.

Em 2021, a Viação Cidade do Aço foi a primeira empresa do seu município a entrar com pedido de recuperação judicial, seguindo o movimento de outras transportadoras do Estado, que foram afetadas pela pandemia e pelo modelo de remuneração adotado pelo poder público municipal carioca.

Após uma negociação com a Prefeitura do Rio, empresas e consórcios desistiram da recuperação judicial, já que o modelo de remuneração adotado pelo município passou a incluir a quilometragem rodada.

As informações são do jornal O Globo.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui