Cidade do Rio registra aumento de 490% no segmento de turismo técnico-científico, em 2022

O Congresso Mundial de Cardiologia, que teve início no último dia 13, no Rio Centro, deve gerar uma receita de R$ 60 milhões para a cidade

Vista das praias de Ipanema e Leblon, na Zona Sul do Rio - Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

A cidade do Rio de Janeiro volta a ser vitrine para o turismo técnico-científico, segundo um levantamento realizado pelo Rio Convention Bureau (CVB). O ano de 2022 registrou um aumento de 490% na realização de conferências, simpósios e congressos, em comparação a 2021. Segundo o CVB, entre janeiro e outubro, o segmento movimentou aproximadamente R$ 1 bilhão (mais de 217 milhões de dólares). Os resultados mostram uma inequívoca recuperação da cidade frente o caos provocado pela pandemia.

A área da saúde é a mais representativa nesse universo, com 112 eventos realizados, ou 40% da mostra. Foram mais de R$ 54 milhões (10 milhões de dólares) recolhidos em Imposto sobre Serviço (ISS).

Após 24 anos de ausência, o Congresso Mundial de Cardiologia, que teve início no último dia 13/10, no Rio Centro, Zona Oeste do Rio, deve gerar uma receita de R$ 60 milhões (11 milhões de dólares) para a capital fluminense. A expectativa é de que 11 mil pessoas, entre congressistas e palestrantes, prestigiem o evento.

Em 2019, antes da pandemia, o Rio contabilizou a realização de 278 eventos técnicos científicos, cujo retorno financeiro para os cofres da cidade foi de aproximadamente 1 bilhão de dólares. Em 2021, quando o fim da pandemia começava a se consolidar, a cidade registrou apenas 19 eventos deste tipo.

Antônio Mariano, secretario Municipal de Turismo, afirma que o crescimento é motivo de orgulho.

“Diz-se comumente que o Rio não tem vocação para esse tipo de evento e podemos comprovar que não é verdade. Somos sede dos maiores museus, centros de pesquisa e universidades do país e da América Latina, o que comprova a aptidão natural a este tipo de turismo. Ver este crescimento é algo que nos enche de orgulho e mostra que estamos no caminho certo no desenvolvimento do turismo carioca”, concluí Mariano

Roberta Werner, diretora-executiva do Rio CVB, demonstrou entusiasmo com os resultados alcançados pelo segmento de turismo técnico-científico. Roberta aposta que a cidade recupere os números pré-pandêmicos em breve.

“Embora ainda não tenhamos alcançado o número pré-pandemia, estamos entusiasmados com a perspectiva de logo voltarmos a esse patamar. O setor está se recuperando e toda sua estrutura já se adaptou para receber os turistas após esses dois anos afetados pela pandemia”, afirmou Roberta Werner.

As informações são da Veja Rio.

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui