Claudia Chaves – O Pior de Mim: Mulher coragem

Colunista do DIÁRIO DO RIO fala sobre o monólogo o “Pior de Mim”

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Dalton Valério

Existe o maior dos atos de humildade: expor de si as histórias que não se contam nem ao travesseiros; dores dilacerantes; amores fracassados;experiências malsucedidas. Maitê Proença é uma heroína trágica que padeceu do pior, tentou, fracassou. Mas comete um grande e emocionante acerto: escreve e representa o monólogo o “Pior de Mim”.

Com um figurino casual, sem marca de tempo, anda entre panos , sombras e luzes . É uma mulher madura, linda, indefinida. Ágil, firme, linda, voz firme, gestos sem exageros, Maitê vai, literalmente, falando sem cronologia, contando fatos sem nenhuma  linearidade, saltando, aos pulos, acontecimentos, confessando (será?), rindo de lembranças despudoramente.

A direção do talentosíssimo Rodrigo Portella, realizada online, ressalta um recurso: a presença de uma câmara que segue Maitê projeta imagens também no telão — momentos gravados com o texto que segue o que está sendo dito ao vivo. Essa ampliação e projeção do eu alcança um resultado interessante e efetivo: o diálogo com si mesmo vira um diálogo com o outro — envolve a plateia e emociona.

A escrita de si é uma opção, mesmo quando ficcionaliza – As meninas . As palavras desgastam, a repetição do teatro pode ter o efeito banalizado e o diálogo  criado  pela falante imagem do telão são capazes, com a interpretação não realista e delicada, de estabelecer o vinculo entre artista e platéia: empatia e catarse se misturam no riso, na lágrima furtiva, no aplauso final.

Advertisement

É de se invejar tanto força, tanta vontade de viver, de  balançar os cabelos e ir em frente. O tecido das lembranças pode estar esgarçado, rasgado, com cupim, mas está lá. Implacável com si própria, daí o título “O Pior de Mim”, Maitê realiza um belo espetáculo sem medo, como é a missão do artista.

SERVIÇO
Até 28 de agosto

Teatro das Artes.
Rua Marquês de São Vicente, 52 – Shopping da Gávea, 2º Piso – Loja 264 – Gávea, Rio de Janeiro.
Sáb, às 20h30. Dom, às 18h.
R$ 120,00.
60 minutos.
12 anos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Claudia Chaves - O Pior de Mim: Mulher coragem
Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Claudia Chaves - O Pior de Mim: Mulher coragem
Jornalista, publicitária, professora universitária de Comunicação, Doutora em Literatura, Bacharel em Direito, gestora cultural e de marcas. Mãe do João e do Chico, avó da Rosa e do Nuno. Com os olhos e os ouvidos sempre ligados no mundo e um nariz arrebitado que não abaixa por nada.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui