Cláudio Castro concede piso salarial nacional para o magistério do Rio

Os valores, que beneficiarão trabalhadores ativos e inativos, serão inclusos na folha de maio

Foto: Rogério Santana/Governo do Estado do Rio de Janeiro

O governador Cláudio Castro (PL) autorizou o pagamento do piso salarial nacional do magistério aos professores da rede estadual de ensino. A medida foi anunciada, nesta quarta-feira (10), pela secretária de Estado de Educação, Roberta Barreto, e pelo subsecretário Geral da Casa Civil, Adilson Faria, durante um encontro com representantes da categoria. Os valores serão pagos a partir da folha salarial relativa ao mês de maio.

Para garantir o cumprimento da medida, o Governo do Estado encaminhará mensagem à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), nos próximos dias. A correção valerá para todas as carreiras de professores, inclusive os servidores inativos do magistério.

“O pagamento do piso nacional demonstra, mais uma vez, o nosso compromisso com os professores da rede. Esse é o ano da Educação e não vamos medir esforços para proporcionar um ensino de qualidade para nossos estudantes”, afirmou Cláudio Castro.

De acordo com a secretária Roberta Barreto, o governo já investiu quase R$ 1 bilhão no magistério. O valor será aplicado em benefícios, como: Abonos Fundeb, adicional de qualificação, progressão de carreira, cotas tecnológicas, triênios, transporte e auxílios alimentação. Roberta Barreto avalia que o pagamento do piso reafirma o empenho do governador Cláudio Castro com a educação pública.

“Essa conquista é fundamental para valorização do professor e na garantia do acesso e a permanência dos nossos jovens em sala de aula. Temos uma longa estrada pela frente, mas nesse momento o governador mostra que estamos no caminho certo, para fortalecer mais do que nunca o conhecimento que é o grande passaporte para a melhoria de vida”, disse a secretária.

Advertisement

7 COMENTÁRIOS

  1. Sepe infiltrado nunca as greves surtiram efeito só bagunça o único governador q ouviu a classe foi Brizola q nos deu direito a férias,plano de carreira paridade salarial e 13o…o resto é lixo,Benedita atrasava o pagamento e dividiu o13em 4vzs! Já esqueceram de Pezao,corrupto nós deixou sem salário quase 6 meses,e o SEPE comunista fez o quê?

  2. Ele não concedeu nada!!! Apenas seguiu a Lei do governo Lula, que colocou o Piso Nacional da Educação. Se ele não segue, seria enquadrado logo logo

  3. Tudo um grande “golpe”!
    Governo mente ou reportagem errada, não pagara à todos os professores e vai deixar de fora o administrativo.
    É uma manobra política para evitar a Greve e o processo contra o Governador por não pagar.
    O que o Governo propôs é pagar só para os níveis mais baixos de salários e professores mais novos, com isso faria uma bagunça nos níveis salariais da categoria, pois um professor com 5 anos iria ganhar como um professor com 20 anos. Na realidade são vários fatores, se for dado o aumento à todos vai faltar mais professor, aumentando a carência porque a maioria faz horas extras(GLPs) e com o aumento abandonariam, como eu, hoje 70% dos professores fazem horas extras.
    Outro fator importante é que os professores mais antigos com esse “aumento” que ficaria em torno de 50%, levaria muitos à aposentadoria, aumentando mais ainda a carência de professores.
    Além disso muitos já ganharam o piso na justiça e o Governo é obrigado a pagar de firma judicial.
    A categoria entrará em Greve na próxima quarta feira.
    Esse Governo que já enganou os professores a não pagar os 5,9% não é confiável logo a solução é a Greve.

  4. Mentira! Como sempre esse site divulga mentiras, fakenews. NÃO, não foi concedido aumento para toda classe do magistério, só para as faixas que estão abaixo do piso nacional,disso cria um achatamento no plano de carreira e aos aposentados, isso acaba com o plano de carreira, é mais um roubo ao funcionalismo estadual. MENTIRA! MENTIRA! SÓ MENTIRAS . Divulgue verdade Sra. Patrícia Lima.

  5. Os que criticam o atual Governador, que passou a data de pagamento do salário dos servidores (do 10° dia) para o 3º dia útil e agora melhora o salários dos professores, são os mesmos que aplaudiam a tal de Benedita, que quebrou o Estado do Rio de Janeiro e vazou para Brasília para assumir um ministério fictício criado pra ela: uma FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO; além de apoiarem um ex-presidiário, um bandido, para presidente (o mesmo que era apoiado pelo Sérgio Cabral, seu amigão de corrupção!. Hipócritas, comunistas doentes mentais, quadrilha de incompententes, gentalha!.
    Acorda Povo do Rio de Janeiro: tudo que esses esquerdistas tocam ELES DESTROEM e promovem pobreza, miséria, roubo/corrupção, miséria, caos e decadência social!.
    Parabéns, Governador: você tirou o Rio de Janeiro do fundo do poço – que a Benedita, o casal Garotinho, o Sergio Cabral e o presidente do PT haviam nos jogado! – e está fazendo um governo de boa gestão (com uma equipe técnica e competente) para os cariocas e fluminenses.
    Esta é minha opinião.

    • Sua opinião é tão duvidosa quanto o aumento concedido pelo governo aos professores. A rede estadual de educação do Rio de Janeiro acaba de entrar em greve alegando anúncio de pagamento fake do piso nacional de educação.
      Todas as ofensas dirigidas ao Presidente da República, sem provas, pode custar, judicialmente, caro pra você.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui