Cláudio Castro se reúne com Haddad e pede renegociação de dívida de R$ 8 bilhões do RJ

Sem o acordo, governador afirmou que poderá haver ''fome no estado'' e ''atrasos salariais''

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Rio de Janeiro - RJ - 27/04/2023 - O governador Cláudio Castro participa do Seminário Diálogos RJ. Foto: Rafael Campos

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), afirmou nesta terça-feira (03/10) que pediu ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a renegociação do acordo firmado pelo estado, dentro do regime de recuperação fiscal, para não ter de pagar R$ 8 bilhões ao governo federal em 2024. Castro viajou para Brasília, onde se reuniu nesta terça (02/10) com Haddad na sede do Ministério da Fazenda.

O regime de recuperação fiscal, cujas bases foram refeitas em 2022, permite ao estado flexibilizar o pagamento de uma dívida bilionária com a União. O contrato assinado prevê que as parcelas aumentem até o término do acordo, em 2031. Ao todo, o Rio de Janeiro devia à União, em 2022, R$ 148,1 bilhões.

A condição de pagamento dos estados foi alterada por uma situação fora do nosso controle, que foi uma lei federal aprovada e não há a menor condição de a gente pagar os valores corrigidos para o ano que vem”, declarou Castro referindo-se à lei que limitou a cobrança do ICMS estadual sobre combustíveis.

Segundo Castro, os R$ 3 bilhões previstos para serem pagos neste ano serão honrados. Mas, para o governador, é “inviável”, na base atual, subir para os cerca de R$ 8 bilhões previstos no regime de recuperação fiscal, em pagamentos à União, no próximo ano.

Advertisement

Entendo as dificuldades que o ministro [Haddad] também está tendo, mas o que vai acontecer, ano que vem, se a gente não avançar nisso, é quebradeira de novo dos estados que já estão em situação difícil”, declarou.

Sem a renegociação, acrescentou Castro, poderá haver “fome no estado, atraso de salário”. “E isso é a algo que a gente não pode deixar de acontecer de forma nenhuma nesses quatro estados [que aderiram, junto com o Rio de Janeiro, ao regime de recuperação fiscal]”, acrescentou.

Ele afirmou que o ministro da Fazenda demonstrou estar “muito sensível” ao problema do Rio de Janeiro, e avaliou que a conversa foi “positiva”.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Cláudio Castro se reúne com Haddad e pede renegociação de dívida de R$ 8 bilhões do RJ
Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui