Com presença de Cafu, quadra da Portela recebe festival literário

Reunindo muito samba, educação e literatura, ''Fliportela'' teve início na sexta (28) e termina neste domingo (30)

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Renan Ferreirinha, Cafu e Mariah Morais - Foto: Divulgação

Na última sexta-feira (28/04), teve início a 3ª edição do ”Fliportela”, festival literário criado pelo departamento cultural da famosa escola de samba de Oswaldo Cruz, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

A abertura oficial do evento, que reúne muito samba, educação e literatura, contou com a participação do secretário de Educação da capital fluminense, Renan Ferreirinha; do subprefeito da região, Diego Vaz; e do ex-lateral da seleção brasileira Cafu e de sua esposa, Mariah Morais, que aproveitou a ocasião para lançar um livro.

”Esse grande evento, exemplificado pela Portela, traz várias mensagens, principalmente de inclusão social e de esperança de futuro na vida de uma meninada”, disse Ferreirinha, destacando a importância do livro na vida dos jovens.

Além de estudantes, professores e educadores em geral, estava presente a direção da Portela, representada por Fábio Pavão, presidente da escola de samba agora centenária.

Advertisement

Leia também

MP é acionado para investigar manifestantes que declaram apoio ao Hamas na frente da Câmara do Rio

Deputados propõem destinar R$15 milhões da Alerj para 10 municípios afetados por chuvas no RJ

Cafu, ao lado de Mariah, fez questão de falar de exemplos. ”Para nossas crianças, se você dá uma oportunidade, transforma ela num cidadão. Se tira a oportunidade, transforma numa coisa ruim”, disse o ex-jogador, elogiando a Secretaria de Educação do Rio e a Portela, unidas no festival literário. Vale ressaltar que ele e Ferreirinha fizeram, juntos, uma visita à Tia Surica, presidente de honra da Portela, matriarca e integrante da velha-guarda da escola.

Renan Ferreirinha destacou, ainda, que a presença da Secretaria Municipal de Educação no evento ajuda a proporcionar aos jovens uma visão mais ampla de mundo, conhecendo melhor o território onde vivem e que tudo está interligado. ”Esse é um caminho necessário para a transformação social”, lembrou.

Vale ressaltar que, até deste domingo (30/04), último dia de Fliportela, mais de 800 livros terão sido distribuídos aos alunos participantes do evento.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Com presença de Cafu, quadra da Portela recebe festival literário

Advertisement
lapa dos mercadores 2024 Com presença de Cafu, quadra da Portela recebe festival literário
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui