Com recorde de calor no ano, fim de semana no Rio é marcado por praias lotadas, vandalismo e PMs agredidos

Mais de 80 pessoas foram conduzidas para as delegacias de Copacabana

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Moradores e visitantes registraram correria na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução/ TV Globo

No dia em que o Rio teve o dia mais quente do ano, mais de 80 pessoas foram conduzidas para as delegacias de Copacabana no fim de semana de intenso calor e praias lotadas. Ao todo, foram realizadas 135 abordagens. Duas pessoas ficaram presas. Nas areias, os PMs apreenderam 9 facas com supeitos.

Os termômetros marcaram da cidade registraram 39,9°C, com sensação térmica de 41ºC, no domingo (24), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

As costumeiras cenas de arrastões e vandalismo foram mais uma vez registradas na orla carioca. Além disso, vândalos tambem foram flagrados subindo no teto dos ônibus e arrancando janelas. Um veículo teve o vidro da cabine apedrejado.

Até policiais militares foram agredidos e tiveram objetos arremessados contra eles, enquanto tentavam conter uma série de furtos em na Praia do Leme. Depois do ocorrido, o policiamento foi reforçado na região.

Advertisement

Na Praia do Arpoador, também na Zona Sul do Rio, uma confusão assustou banhistas e pedestres que passavam pelo local. Um homem foi agredido por um grupo de pessoas após tentar furtar um celular. O suspeito foi preso, e o caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana).

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Com recorde de calor no ano, fim de semana no Rio é marcado por praias lotadas, vandalismo e PMs agredidos
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. A população fluminense está sendo ludibriada por uma propaganda anti Rio de Janeiro que já vem pelo menos há uns 50 anos.
    E por que esse tempo?
    Há uns 50 anos o Rio de Janeiro virou o maior produtor de petróleo do Bostil. De lá pra cá esse mesmo Bostil vem tirando os bilhões dos lucros do petróleo do Rio. A maioria desse dinheiro vai para Brasília, deixando aqui no Rio uma mixaria.
    Com o tempo o Rio também virou o maior produtor de gás do Bosti, e adivinhem, seguiu o mesmo projeto dos lucros do petróleo. Tiram também bilhões dos lucros do gás nos deixando com uma mixaria.
    Adivinhem para onde vão a maioria dos lucros do petróleo e gás Fluminense quando chega em Brasília?
    A bancada política Paulista leva para São Paulo a maioria desses bilhões, e as bancadas politicas sulistas (os Estados do Sul) e a bancada política mineira arrecadam uma boa parte considerável desses bilhões.
    Na questão da violência, já foi confirmado que mais de 90% das armas e drogas que alimentam as organizações criminosas, e consequentemente a violência no estado do Rio, vem das fronteiras com os Estados de São Paulo e Minas Gerais. Não vejo NENHUM empenho ou vontade desses estados fronteiriços em interceptar essas armas e drogas, deixando-me a entender que esses estados são incompetentes em agir contra a criminalidade em seus territórios, ou pior, esses estados fronteiriços estão cooperando com a entrada de armas e drogas no Rio com a intenção de um projeto pra lá de tenebroso que seria a desestabilização proposital do estado do Rio, ambicionando é claro, se apoderar definitivamente da produção e dos lucros bilionários do petróleo e gás do Rio de Janeiro.
    Me assusta a mídia Fluminense não informar a população do nosso estado que somos os maiores produtores de petróleo e gás do Bostil e que somos saqueados e sabotados o ano todo.
    Eu particularmente sou a favor da independência do estado do Rio de Janeiro como um país independente.
    Se nós somos o “patinho feio” do país, e ao mesmo tempo somos saqueados e sabotados pelo mesmo Bostil, por que devemos continuar sendo parte desse país?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui