Começo de ano tem boa notícia para mercado imobiliário do Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp

O final do ano de 2019 e o começo de 2020, juntos, já mostram sinais de crescimento para o mercado imobiliário da cidade do Rio de Janeiro. Segundo a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro (Ademi-Rio), a estimativa era fechar 2019 com R$ 3 bilhões em valor geral de vendas de lançamentos na capital do estado. Esses números ainda não foram divulgados, mas a expectativa é de que tenham sido alcançados.

De acordo com Lucy Dobbin, superintendente de vendas da Sérgio Castro Imóveis, a tendência é o mercado continuar crescendo neste ano que se inicia.

“O segundo semestre de 2019 foi marcado pela retomada da valorização de investimentos em imóveis e nos presenteou com o melhor cenário dos últimos quatro anos. Reputo a três principais fatores que puxaram a recuperação do setor. O primeiro é a estabilização e crescimento da economia no país, o segundo foi a retomada da geração de emprego propiciando o aumento da confiança, e o terceiro as várias ações do Sistema Financeiro Imobiliário aumentando as ofertas de crédito e os juros muito baixos, a um patamar jamais vivenciado no Brasil”, disse.

Outra parte do setor imobiliário que cresce é a de imóveis de alto padrão. Esse tipo de construção voltando a ganhar destaque está motivando construtoras a retomar obras paradas e começar novas.

Advertisement

Além disso, segundo dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) destacam que o terceiro trimestre de 2019 apresentou um aumento nas vendas de imóveis de 15,4% se comparado ao mesmo período do ano anterior, evidenciando crescimento de quase 5 mil unidades. Em comparação ao mesmo trimestre de 2018, a indústria da construção civil obteve um crescimento de 1,3% até setembro de 2019. Isto significa a geração de 96,5 mil vagas de emprego no setor, ou seja, quase 20% do total criado no período.

Um levantamento do Secovi Rio, sindicato de empresas de habitação, mostra alta de 4,9% no total de imóveis negociados na cidade no terceiro trimestre de 2019. Ao todo foram 12.827 contra 12.231 no mesmo período de 2019.

De fato, a expectativa para 2020 é muito boa: “Não tenho dúvidas de que teremos em 2020 a consolidação e recuperação plena do setor imobiliário. A taxa Selic e outras taxas de juros aplicadas aos financiamentos imobiliários, conforme vem sendo anunciado, tendem a diminuir, e somadas as baixas taxas de inflação permitem o cenário de impulsionamento do mercado imobiliário visto que as empresas e as famílias conseguem fazer um planejamento e a assumir compromissos de mais longo prazo, e isso aquecerá ainda mais a economia. Paralelamente, devemos ressalvar que a rentabilidade de quem investe em imóveis com a finalidade de obter renda com aluguel vem se apresentando mais vantajosa que a remuneração das aplicações disponíveis para o investidor que tem perfil conservador. A expectativa para 2020 é que haja ainda mais concessão de empréstimos com diferentes linhas de crédito e juros ainda mais baixos, com isso teremos mais compras e vendas de imóveis“, afirmou Lucy.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Começo de ano tem boa notícia para mercado imobiliário do Rio
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui