O blog da Embaixada de Portugal, que deverá fazer um belo acompanhamento das comemorações da vinda da Família Real para o Brasil, trouxe uma boa matéra do Correio Braziliense sobre as comemorações. Você também pode ler mais sobre o roteiro clicando aqui,

O jornal CORREIO BRAZILIENSE (link não disponível) dedica hoje parte importante do seu suplemento de cultura às iniciativas que o Rio de Janeiro se prepara para levar a cabo a fim de assinalar o bi-centenário da chegada da corte portuguesa ao Brasil.

Desdobrando-se por mais de um ano (de Março de 2007 a Dezembro de 2008), as comemorações incluem um vasto conjunto de eventos culturais: da publicação de livros – alguns deles inéditos no Brasil – ao lançamento de CDs, concursos, exposições de gravuras e catálogos, espectáculos de teatro, recitais de obras sacras, eruditas e populares da época, até um filme.

O bi-centenário será também ensejo para a recuperação arquitectónica de edifícios ligados ao acontecimento, com particular destaque para a Antiga Sé, que servia de capela à família real, e será agora restaurada.

O jornal destaca, por outro lado, que os organizadores pretendem “fazer uma revisão histórica do facto em si, para que ele não seja mais visto como fuga apavorada diante do ultimato de Napoleão (…) e sim como estratégia de um governante. Não mais uma caricatura, mas um retrato fiel.” O que se quer provar – conclui o jornal – “é que o príncipe regente foi um rei querido dos brasileiros, um personagem notável na transformação do Brasil naquele início do século XIX.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui