Comércio do Rio espera aumento de 5% nas vendas para o Natal

Estudo feito pelo CDLRio e SindilojasRio mostra que 60% dos lojistas pretendem abrir seus estabelecimentos aos domingos no mês de dezembro para estender o horário de atendimento

Saara, no centro do Rio. | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Uma pesquisa do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio) e do Sindicato dos Lojistas do Município do Rio de Janeiro (SindilojasRio) estima que haverá um aumento de 5% nas vendas para o Natal 2022. O estudo mostra que os comerciantes acreditam que os presentes mais vendidos serão roupas, calçados, brinquedos, bolsas e acessórios, celulares, perfumaria/beleza e bijuterias.

Para 59% dos lojistas entrevistados o preço médio dos presentes por pessoa deve ser de R$250 e que os clientes deverão utilizar o cartão de crédito como forma de pagamento, seguido pelo cartão à vista, Pix, dinheiro e a prazo.

Para aumentar as vendas, 60% dos entrevistados disseram que pretendem abrir as lojas aos domingos no mês de dezembro e estender o horário de atendimento. Para isso, 68% dos lojistas de rua pretendem aumentar a segurança com equipes de apoio e melhorar o monitoramento com câmeras.

Aldo Gonçalves, presidente do CDLRio e do SindilojasRio, acredita que as vendas para o Natal é um reflexo do clima que a data inspira, embora todas as datas comemorativas que o antecederam não atingiram a expectativa de crescimento estimada pelo comércio.

“É o ambiente econômico quem dita o comportamento do consumidor. É a economia em desenvolvimento harmonioso que sustenta os ciclos de produção, emprego, consumo e progresso social. Não se conhece fórmula diferente”, diz Aldo.

O levantamento ouviu 350 lojistas da Cidade do Rio de Janeiro para conhecer a expectativa para o Natal.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui