Comércio do Rio planeja contratar 12 mil funcionários temporários para festas de fim de ano

Uma pesquisa do CDLRio e do SindilojasRio revelou que 55% das empresas consultadas planejam contratar trabalhadores temporários para o período de festas

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Saara, no centro do Rio. | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

O comércio lojista da cidade do Rio de Janeiro está se preparando para contratar aproximadamente 12 mil empregados temporários para atender à demanda das festas de fim de ano. Isso representa um aumento de dois mil trabalhadores em relação ao ano anterior, conforme revela uma pesquisa conduzida pelo Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio) em parceria com o Sindicato dos Lojistas do Município do Rio de Janeiro (SindilojasRio). A pesquisa envolveu 300 empresas dos setores de confecções e moda infantil, calçados, joias e bijuterias, óticas, eletroeletrônicos, papelarias, móveis e brinquedos.

O Presidente do CDLRio e do SindilojasRio, Aldo Gonçalves, destacou que essa estimativa de contratação adicional reflete a expectativa de vendas para o Natal, que é uma data comemorativa de grande importância para o comércio, representando cerca de 30% do faturamento anual. e além disso, o período de Natal precede a alta temporada de verão, quando o Rio de Janeiro recebe um grande número de turistas do Brasil e do exterior.

Aldo Gonçalves enfatizou que esse aumento nas contratações temporárias também leva em consideração a melhora gradual da economia brasileira ao longo do ano. Ele citou que as previsões iniciais para o crescimento do PIB eram de 0,78% mas esse número já atingiu 2,89% nos nove primeiros meses do ano, o que se assemelha ao desempenho do ano anterior, que foi de 2,9%. Isso cria um ambiente mais favorável para as vendas no final do ano.

Ele também observou que, em comparação com o ano anterior, quando o comércio em geral cresceu 1%, neste ano, espera-se um crescimento entre 2% e 4% no total, devido ao aumento da confiança dos consumidores e às condições econômicas mais favoráveis.

Advertisement

A pesquisa revelou que das 300 empresas consultadas, 55% planejam contratar trabalhadores temporários para o período de festas, 30% estão indecisas, 10% não contratarão e 50% consideram pagar horas extras, se necessário. Dos entrevistados, 15% já realizaram contratações, e 85% planejam fazê-lo entre outubro e novembro.

E dessas vagas, 45% serão destinadas a pessoas em busca do primeiro emprego, com a faixa etária predominante entre 18 e 35 anos. Dos contratados, 65% ocuparão posições de vendedores, 10% serão operadores de caixa, 15% atuarão como estoquistas, e 5% desempenharão funções de supervisores, auxiliares de estoque, entregadores e ajudantes.

Quanto à possibilidade de contratação em definitivo, 45% dos empresários afirmaram que, se as perspectivas de consumo se confirmarem, a permanência do empregado temporário pode se tornar uma realidade natural, enquanto 35% não consideram essa opção e 20% preferem pagar horas extras, se necessário.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Comércio do Rio planeja contratar 12 mil funcionários temporários para festas de fim de ano
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui