Comício pró-Bolsonaro coloca lideranças locais ao lado de governador e de Flávio Bolsonaro

O evento ocorreu num palco instalado no bairro Pelinca, após uma carreata iniciada às 11h, no bairro Guarus

Terminou, agora há pouco, o comício pró-Bolsonaro realizado em Campos e capitaneado pelo senador Flávio Bolsonaro; pelo governador Cláudio Castro; pelo prefeito Wladimir Garotinho; e pela deputada federal Clarissa Garotinho. O evento ocorreu num palco instalado no bairro Pelinca, após uma carreata iniciada às 11h, no bairro Guarus.

O comício foi marcado por agradecimentos à população da cidade devido à “expressiva votação”, no primeiro turno, dada a Bolsonaro, Castro e Clarissa. Mas também foram feitas críticas a Lula e ao PT, além de pedidos para convencimento de indecisos na reta final das eleições.

Clarissa, que conseguiu quase 110 mil votos para o Senado em Campos, agradeceu ao presidente Bolsonaro pelo apoio que deu a seu mandato. Por conta desse diálogo aberto com o governo federal, a parlamentar conseguiu articular cerca de R$ 100 milhões para a cidade. O prefeito Wladimir repetiu o gesto de agradecimento e concluiu: “Essa união na região ( de prefeitos e demais políticos) vai proporcionar uma votação esmagadora para Bolsonaro no segundo turno”, disse Wladimir, que estava acompanhado do seu vice, Frederico Paes, e de vereadores da cidade.

Cláudio Castro acrescentou: “Eleger o Bolsonaro no domingo é um gesto de gratidão por alguém que não abandonou nosso estado nos momentos mais difíceis”.

O último a falar foi Flávio Bolsonaro, que associou Lula a ditaduras de esquerda, à defesa da legalização das drogas e do aborto. Flavio também agradeceu explicitamente o apoio da família Garotinho e demais políticos da região:

“É uma honra essa constelação de nomes mostrando uma união. Clarissa, Wladimir, o deputado (Bruno) Dauaire… Vocês conseguiram unir os principais movimentos de Campos”, disse. Ele dividiu o palco ainda com: os prefeitos Alfredão (Itaperuna) e Geane Vincler (Cardoso Moreira); o ex-prefeito de Caxias Washington Reis; os deputados federais Altineu Cortes e Hugo Leal; entre outros.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Como a língua portuguesa muda . . . no meu tempo de estudante, constelação era o coletivo de estrelas. Já a união de excrementos tinha outro coletivo . . . Alguém lembra?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui