0,,11229882,00 Mais uma moda sugiu no Rio nos últimos tempos: é a chamada comida viva. Trata-se de uma corrente de naturebas que pregam que a comida não deve ser cozinhada, pois perderia as propriedades naturais.

 

A grande pregadora dessa corrente é aprofessora Ana Branco da PUC. Ela faz cursos sobre comida viva e promove a feira do desenho vivo.

 

Uma loja no Leblon , chamada Universo Orgânico, é o local para poder experimentar esses alimentos vivos e o famoso Suco da Luz do Sol. Em 2007 foi escolhido o melhor suco da cidade pela Veja Rio:

O melhor suco

Universo Orgânico

Adepta e praticante da alimentação com vida – corrente vegetariana que prega a ingestão de alimentos cozidos a até 40 graus, garantindo o melhor aproveitamento de suas enzimas –, a chef Tiana Rodrigues estudou no The Natural Gourmet Institute, em Nova York. De volta ao Rio, abriu um mercadinho orgânico na Cobal do Leblon, onde começou a servir o tão falado suco da luz do sol. Famoso por ter conquistado o paladar de celebridades do quilate de Marisa Monte e Camila Pitanga, parece menos saboroso do que é quando listados seus ingredientes: maçã, pepino, couve, hortelã, grãos germinados, raízes e legumes.

 

Feira do Desenho Vivo

 

Todas as quintas feiras deste semestre,a partir do dia 14 de agosto até o dia 4 de dezembro de 2008 ,  das 10h às 14h é instalada no campus da Puc Rio a Feira do Desenho Vivo para demonstração dos processos  de germinação de sementes, produção de pigmentos a partir dos modelos vivos gerados pela luz do sol e exposição para experimentação , dos desenhos obtidos a partir dessas práticas.

FEIRA ORGÂNICA, com verduras, hortaliças e sementes cultivadas em solo vivo e sadio.  

 

Local: campus da PUC-Rio,proximo a ponte de madeira que atravessa o Rio Rainha.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui