Deputados debatem condições da privação de liberdade de mulheres e meninas no RJ

De acordo com presidente da comissão Renata Sousa (PSol), serão discutidas políticas que garantam a ressocialização dessas mulheres

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
(Foto: Divulgação Degase)

As condições da privação de liberdade de mulheres e meninas serão analisadas em audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), nesta terça-feira (13/06). A reunião será às 10h, no 18º andar, sala 1808, do Edifício Lúcio Costa, sede do legislativo fluminense, localizado na Rua da Ajuda, nº 05, no Centro do Rio de Janeiro. O debate poderá ser acompanhando, ao vivo, pelo youtube Alerj Digital.

A presidente da comissão, deputada Renata Sousa (PSol), antecipou que vai discutir políticas que garantam a ressocialização dessas mulheres.

“Vamos debater com organizações e defensores dos direitos humanos a realidade enfrentada pelas mulheres no sistema prisional e pelas meninas que cumprem medidas socioeducativas. Elas são, em sua maioria, negras, mães, de baixa escolaridade, vindas de favelas e periferias do Estado do Rio, e muitas vezes enfrentam sozinhas a privação de liberdade. Trazer luz para essa questão é fundamental no sentido de promover a ressocialização”, afirmou a parlamentar.

Segundo os últimos dados divulgados pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap-RJ), em 10 anos, o número de mulheres presas no Rio aumentou em 52,16%, totalizando 1.794 detentas no mês de dezembro de 2019, em comparação com as 1.179 no mesmo período em 2009.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Deputados debatem condições da privação de liberdade de mulheres e meninas no RJ
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui