Comlurb realiza limpeza no Jardim Oceânico após onda de envenenamento de animais

Cerca de 40 cães foram vítimas, incluindo dois cachorros do ator Cauã Reymond

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução

Cerca de 40 cães foram vítimas de envenenamento nas ruas do Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, desencadeando uma onda de indignação de moradores do bairro. Em resposta, a Comlurb realizou uma operação de limpeza nas calçadas e ruas afetadas, removendo resíduos tóxicos e buscando garantir a segurança dos animais e da população em geral.

Até o momento, foram confirmadas seis mortes decorrentes do envenenamento. A Polícia Civil está investigando o caso, com suspeitas de que uma substância tóxica tenha sido colocada nos canteiros por administrações de condomínios locais, com o objetivo de combater a proliferação de ratos e insetos.

O prefeito Eduardo Paes divulgou a ação em suas redes sociais e anunciou que a Central de Inteligência, Vigilância e Tecnologia de Apoio (CIVITAS) está trabalhando na identificação dos responsáveis por meio das câmeras de monitoramento. A Comissão de Defesa dos Animais da Câmara Municipal também está envolvida nas investigações.

Entre as vítimas estão dois cachorros do ator Cauã Reymond, um dos quais, chamado Romeu, não resistiu e morreu. A cadela Shakira, outra vítima do envenenamento, segue internada.

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Comlurb realiza limpeza no Jardim Oceânico após onda de envenenamento de animais
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui