Compra de blindados pela PM é suspensa pelo Tribunal de Contas por suspeitas de irregularidades

Uma auditoria verificou a inclusão de uma cláusula na licitação que poderia ter favorecido uma empresa no processo de compra das unidades

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Divulgação/PMRJ

Os pagamentos de compra de 15 veículos blindados destinados à Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) foram suspensos pela corregedora-geral do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), conselheira Marianna Montebello, diante das suspeitas de irregularidades apontadas em uma auditoria nas transações envolvendo os veículos. A auditoria foi realizada a pedido da Comissão de Tributação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), então presidida pelo deputado Luiz Paulo (PSD).

O levantamento identificou a inclusão de uma cláusula na licitação que poderia ter favorecido uma empresa no processo de compra das unidades. Na auditoria foi verificado ainda que o pregão eletrônico está em sigilo. Dois dos três contratos estão sob investigação. Os valores dos contratos somados passam de R$ 20 milhões.

Marianna Montebello determinou o encaminhamento dos autos ao Ministério Público para que seja avaliada uma possível abertura de investigação de responsabilização civil e penal dos envolvidos.

Por meio de nota, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro declarou:

Advertisement

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que o Comando da Corporação já está de posse do relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Todos os questionamentos serão respondidos durante a tramitação dos autos, cumprindo rigorosamente o prazo estabelecido pelo egrégio tribunal”.

As informações são da rádio Tupi.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Compra de blindados pela PM é suspensa pelo Tribunal de Contas por suspeitas de irregularidades
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui