Conheça o trabalho do INTO, no Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência

A instituição já possibilitou a entrega de mais de 30 próteses de 3D nos últimos cinco anos

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Reprodução/Record

Pegar objetos, lavar louças, dobrar roupas de cama e se vestir sozinho. Estas são algumas das atividades que voltaram a fazer parte da rotina de Eliezer de Araújo Ramos, de 44 anos, com o uso de uma prótese 3D. Confeccionado pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), do Ministério da Saúde, o material é um importante aliado no processo de reabilitação de pacientes amputados.

Em 2020, sofri uma descarga elétrica em um acidente de trabalho. Achei que não conseguiria voltar a fazer coisas simples do dia a dia, mas me enganei. Com a prótese retomei antigos hábitos, apesar das dificuldades que existem”, comemora Eliezer.

Estes e outros desafios são lembrados no Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro.

Esta data é um importante marco para refletirmos sobre os meios para garantir acessibilidade e uma vida mais independente para estas pessoas. A prótese 3D é, sem dúvida, uma conquista nessa direção, pois auxilia na recuperação da autonomia dos pacientes amputados”, garante a terapeuta ocupacional Sandra Helena.

Advertisement

Desde 2017, as próteses 3D são produzidas por profissionais da terapia ocupacional do INTO, em parceria com a equipe de tecnologia, através do projeto “Pelas Mãos”. Atualmente, mais de 30 próteses já foram entregues aos participantes da iniciativa.

Produzidas a partir das necessidades de cada pessoa, com um material mais leve, de fácil customização, sem restrição à água e podendo contar com adaptações, as próteses feitas na impressora 3D buscam devolver as funcionalidades dos pacientes. A tecnologia também é capaz de estimular a reorganização da neuroplasticidade, trazendo inúmeros benefícios como consequência.

As próteses ajudam muito os pacientes no processo de reabilitação, que não é fácil. Eles precisam ser treinados para o reaprendizado de funções. O acompanhamento, por vezes, é longo, mas muito prazeroso em cada avanço de etapa”, comenta a especialista.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Conheça o trabalho do INTO, no Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência
Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui