Consciência Negra: Documentário ‘Tenho Fé’ celebra a influência afro-brasileira e denuncia o racismo religioso

A produção destaca artistas que celebram os orixás e a ancestralidade em suas obras e conta com a presença de Luiz Antonio Simas, Henrique Vieira, Rodrigo França, entre outros nomes importantes da cena cultural

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Documentário "Tenho Fé"

No mês da Consciência Negra, a potente presença da cultura afro-brasileira na expressão artística do país ganha destaque no documentário “Tenho Fé”, dirigido por Rian Córdova, aguardado para estrear nesta quinta-feira (23/11). Este audiovisual produzido pela Pixys Produções e Lira Filmes, foi apresentado na 47ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

“Tenho Fé” mergulha na jornada de artistas que encontram inspiração nos orixás e na ancestralidade para dar vida às suas obras, propondo uma reflexão sobre as múltiplas culturas afro-diaspóricas. O filme aborda temas que transitam entre o sagrado e o ancestral, destacando a luta diária contra o racismo e a intolerância religiosa.

Com uma linguagem direta e acessível, a produção se destina a todos os públicos, independentemente de suas crenças, e busca explorar os caminhos artísticos que envolvem a “arte afro-brasileira”. O documentário convida a uma visão ampla desse universo, apresentando desde antropólogos do carnaval até sacerdotes, em um panorama diversificado.

Dentro desse rico acervo de criadores e estudiosos, a produção conta com a participação de figuras renomadas como o historiador Luiz Antônio Simas, os carnavalescos da GRES Grande Rio, o Leonardo Bora e Gabriel Haddad, a cantora Rita Benneditto, o diretor Amir Haddad, o pastor Henrique Vieira, entre outros nomes importantes da cena cultural brasileira.

Advertisement

As câmeras do documentário percorrem uma variedade de espaços, desde palcos de teatros e shows até desfiles de moda, convenções de quadrinhos e festas populares, como as celebrações de São Jorge e Iemanjá. O objetivo é descomplicar a mitologia dos orixás e compreender, de maneira acessível, questões que movem, angustiam e motivam.

“O filme é uma grande interseção de talentos artísticos. Nossas câmeras acompanharam a jornada de artistas movidos pela fé nos orixás e pela ancestralidade. Nós visitamos do desfile icônico de Exu da GRES Grande Rio até a presença de orixás como heróis em convenções de HQs, para entender a importância da contribuição afro-brasileira na formação da identidade nacional. O filme é sobretudo, um manifesto contra o racismo religioso.” afirmou o diretor Rian Córdova.

Sinopse Resumida

O documentário apresenta a jornada de artistas que celebram os orixás e a ancestralidade em suas obras. As histórias se cruzam, permeadas por música, teatro, artes visuais, moda e dança. E trazem reflexões sobre representatividade negra, diversidade e arte, sob análises de artistas, acadêmicos e religiosos.

Ficha Técnica:

  • Produção Executiva: Rian Córdova, Juliana Lira e Roberto Gonçalves de Lima
  • Direção: Rian Córdova 
  • Roteiro: Rian Córdova
  • Montagem: Luísa Breda  
  • Direção de Fotografia: Alan Motta
  • Coordenação de Conteúdo e Produção: Conceição Gomes 
  • Motion Arts: Moreno Muniz
  • Produção: Pixys e Lira Filmes
  • Distribuição: Pixys e Lira Filmes
  • Duração: 80min
  • Faixa Indicativa: 12 anos
  • Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=icd3RIgPx6A 

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Consciência Negra: Documentário 'Tenho Fé' celebra a influência afro-brasileira e denuncia o racismo religioso
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui