Contação de história conscientiza sobre equidade de gênero na Bienal do Livro

A iniciativa será promovida pela psicóloga e atriz Luana Menezes, autora do livro "Eu Só Quero Brincar"

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
(Foto: Divulgação)

Entre as atrações da Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que começa nesta sexta-feira (01/08), no Riocentro, Zona Oeste do Rio, está a contação de história do livro infantil “Eu Só Quero Brincar“, escrito pela psicóloga e atriz Luana Menezes, que é especialista em psiquiatria e psicanálise com crianças e adolescentes pela UFRJ.

É um avanço para a nossa sociedade termos espaços para colocar assuntos que até então eram vistos como tabus, principalmente na Bienal, que é a maior festa literária do país. Ter nas instituições, na fala do cotidiano, reflexões sobre não aceitarmos mais comportamentos machistas, sexistas, de preconceito seja de gênero, raça, entre outros, é de uma importância social muito grande, ainda mais quando começamos essa abordagem de forma lúdica desde a infância, visando proteger e preservar a sensibilidade das crianças para que sejam jovens e adultos pensantes”, diz Luana Menezes.

O enredo do livro “Eu Só Quero Brincar” alerta para a necessidade de promover a equidade de gênero desde a infância, deixando meninos e meninas livres para brincarem do que quiserem, seja boneca, carrinho, panelinha, autorama, sem que ocorra discriminação sobre o que é brincadeira de menino ou menina.

Meu filho foi a inspiração para esse livro. Sabemos que na nossa cultura machista todos nós sofremos repressões, principalmente os meninos que são colocados para serem fortes, brabos, não chorarem, o que causa fortes danos emocionais, prejudicando relações inclusive afetivas na maior idade. No meu livro abordo a importância de nos libertarmos de padrões e sermos livres para nos expressarmos. Isso é fundamental para a nossa saúde mental e preservação da nossa identidade. Criar meninos e meninas buscando a equidade de gênero desde a infância faz diferença na visão de mundo e relações mais respeitosas que irão estabelecer quando adultos“, revela a autora.

Advertisement

A contação de história do livro da @luanamenezespsi, que conta com músicas, interação, sessão de autógrafos e brinde, será realizada sábado (02/08), às 11h, no Pavilhão 4 (Verde)Estande U-20. O livro estará à venda durante todos os dias do evento, de 1 a 10 de setembro, no estande da @tagthutor.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Contação de história conscientiza sobre equidade de gênero na Bienal do Livro
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui