A estátua tem o tamanho real do ícone brasileiro das pistas – 1,76m – e foi instalada no calçadão da Praia de Copacabana, na madrugada desta sexta-feira (27/12), em frente ao hotel Copacabana Palace. A peça de bronze é obra do artista Mario Pitanguy, e ficará sobre uma base no formato de pódio, com 80cm, idealizada pelo engenheiro Anderson Pereira, para uma campanha do Hotel Urbano.

Pitanguy, que estava fora do país quando recebeu o convite para esculpir o piloto brasileiro que fez história na Fórmula 1, levou seis meses para finalizar a obra e fala do orgulho em executá-la: “Voltei para o Brasil extremamente motivado, decidido a fazer o melhor trabalho da minha vida. Foi extremamente desafiador retratar com fidelidade todos os bordados do uniforme, mas acho que o resultado ficou satisfatório”.

O engenheiro Anderson Pereira, responsável pela construção do pódio de concreto que servirá de base para a escultura, não hesita sobre o trabalho e opina: “Sem dúvida a qualidade da obra do Mario torna primorosa e sem comparação a homenagem ao grande Ayrton Senna e ajuda a destacar o Rio de Janeiro nesse hall de tributos a grandes ícones da nossa história”.

Ele explica, ainda, que, por se tratar de uma campanha de uma empresa particular, a obra é removível, podendo ser deslocada para outros pontos da cidade. Anderson torce para que ela se integre ao cotidiano carioca como forma positiva de intervenção da arte no cenário urbano.

O diretor de marketing do Hotel Urbano, Allan Baptista e parte da sua equipe, Ana Júlia e Raissa Zylberglejd, acompanharam o trabalho de instalação. Explicaram que o novo projeto pretende trazer ícones do nosso tempo que se destacaram na história do país. “Ayrton Senna está sendo a primeira representação por ser sinônimo de garra e determinação; ele tem a capacidade de resgatar a autoestima que o brasileiro está precisando. Copacabana foi escolhida por ser um ponto turístico e de grande movimentação da nossa cidade, mas o projeto pretende homenagear outras celebridades em outras cidades turísticas do Brasil”, explicou Ana Júlia.

5 COMENTÁRIOS

  1. Para quem nasceu depois de 94, é difícil mesmo entender o que a figura de Ayrton Senna da Silva significou para muitos brasileiros! A homenagem é mais do que merecida! Sua morte não causou comoção apenas porque a Globo causou, mas sim, porque ele representava para o Brasil, aquilo que muitos jogadores de futebol e artistas representam hoje! É um esporte de elite? Com certeza! Porém ele também passou por dificuldades para se destacar na categoria, ainda que viesse de uma das famílias mais tradicionais de São Paulo na época.

  2. Eu além de não concordar com essa idolatria. A Globo também provocou toda aquela comoção. O cara foi só um corredor de fórmula 1. Praticava um esporte de elite que, graças a seu talento conquistou fama e muito dinheiro e a Globo sempre foi a detentora dos direito de transmissão. Que na minha opinião hoje em dia já não tem mais graça. Acho inclusive uma grande besteira quererem trazer de volta para o Rio. Quanto a estátua também não vejo motivo. Isso tem a ver com os paulistas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui