Costa Barros recebe 1º dos 25 novos pontos de coleta de lixo da Comlurb previstos para o Rio

Intitulados de ''ecopontos'', novos espaços serão inaugurados gradualmente pela Prefeitura do Rio

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Ecoponto de coleta de lixo em Costa Barros - Foto: Fabio Motta/Prefeitura do Rio

Costa Barros, na Zona Norte do Rio de Janeiro, recebeu o 1º dos 25 ecopontos previstos pela Comlurb para a capital fluminense este ano. A unidade foi instalada no fim de maio na Estrada de Botafogo, próximo à UPA do bairro, e está recebendo lixo domiciliar, entulho, galhadas e bens inservíveis. Ainda em junho serão inaugurados três novos espaços: Cantagalo-Pavão-Pavãozinho (Ipanema/Copacabana), Nova Esperança (Gardênia Azul) e Praia das Rosas (Ilha do Governador).

Os ecopontos foram criados para melhorar a qualidade de vida da população, principalmente em comunidades. De acordo com o site ”Data.Rio”, do Instituto Pereira Passos, Costa Barros registra um dos piores índices de desenvolvimento humano (IDH) do município do Rio, ficando em penúltimo lugar entre 126 regiões avaliadas. O novo espaço funciona diariamente, das 6h às 17h.

As regiões escolhidas para reforma ou implantação de ecopontos são aquelas com mais descarte irregular de lixo e dificuldade de acesso aos caminhões de coleta da Comlurb. Com esses espaços, a companhia garante que locais antes degradados tenham as áreas organizadas, com a remoção feita regularmente pela empresa.

Os ecopontos auxiliam ainda no controle de vetores e na melhoria da saúde pública. Em 2022, foram inauguradas 20 unidades em diferentes áreas da capital fluminense, como nas comunidades do Camarista Méier, Juramento (Vicente de Carvalho) e Fogueteiro (Rio Comprido).

Advertisement
Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Costa Barros recebe 1º dos 25 novos pontos de coleta de lixo da Comlurb previstos para o Rio
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. A iniciativa é importante mas é insuficiente. É preciso espalhar pontos de coleta de lixo de fácil recolhimento pela prefeitura em diversos pontos de cada bairro da cidade, para gradualmente acabarmos com a coleta de porta em porta. É preciso também massificar EXAUSTIVAMENTE o uso destes coletores com muitas campanhas educativas, alertando a população sobre as mazelas de jogar lixo em qualquer lugar, e reforçando a importância e os benefícios de uma cidade limpa. Publicidade eletrônica, inserções na TV e nas rádios, carros de som pelos bairros, tudo é válido para mudar uma cultura muito antiga e arraigada entre nós de jogar o lixo sempre onde é mais fácil, ou seja, no chão da cidade, péssimo hábito de todas as classes sociais em todas as áreas da cidade.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui