Crime, saúde, desemprego: pesquisa mostra os temas que mais preocuparam os cariocas em 2022

Mapeamento do Instituto Rio21 identificou quais as questões que mais tiraram o sono dos cariocas no ano que está se encerrando

Pessoas andam pelo centro do Rio de Janeiro | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Na quinta edição da pesquisa de Avaliação do Governo Municipal do Rio de Janeiro, realizada pelo Instituto Rio21 em parceria com o DIÁRIO DO RIO, os cariocas foram perguntados a respeito de quais fatores mais os preocuparam ao longo do ano de 2022.

O tema da criminalidade e violência foi o que apareceu com maior frequência (75,7%), seguido da rede de transportes (64,4%) e da pobreza e desigualdade (58,9%):

Boa parte desses temas são igualmente alvos de preocupação dos cariocas em todas as regiões da cidade. Crime violência, por exemplo, é um tema preocupante para mais de 70% dos cariocas em qualquer zona.

Por outro lado, alguns desses fatores apresentam diferenças interessantes quando olhamos para cada zona da cidade. Por exemplo, quase 80% dos moradores do Centro afirmaram que alguns dos fatores que mais preocuparam em 2022 foram pobreza e desigualdade:

Um tema que também apareceu em frequências diferentes dependendo da região foi a corrupção: mais da metade dos moradores da Zona Oeste afirmaram que se preocuparam bastante com corrupção ao longo desse ano, enquanto apenas 36,7% dos moradores do Centro tiveram essa preocupação:

Outro ponto de dor dos cariocas é a questão do desemprego. O monitoramento mostrou que esse é um ponto que preocupa mais os moradores da região do Centro (55,1%), e também preocupa bastante os moradores da Zona Oeste (48,9%). A área da cidade com menos moradores preocupados com o desemprego é a Zona Sul, com apenas 34,37%.

A quinta edição da pesquisa de Avaliação do Governo Municipal do Rio de Janeiro fez um mapeamento importante de quais temas mais preocuparam os cariocas ao longo deste ano. Com isso, é possível fornecer informações mais detalhadas sobre quais são as principais dificuldades enfrentadas pelos cariocas em diferentes regiões da cidade, possibilitando a formulação de políticas públicas mais direcionadas e efetivas.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui