Criminosos voltam a invadir e roubar lojas no Centro do Rio

Crimes costumam ser praticados durante a madrugada, quando o policiamento é menor na região

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Rua Gonçalves Dias, na região central do Rio de Janeiro - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

Pelo menos dois estabelecimentos comerciais no Centro do Rio foram invadidos e tiveram mercadorias roubadas por ladrões nesta semana. A loja de perfumes Boticário, na Rua Gonçalves Dias, e uma barbearia que fica em uma galeria na Rua da Alfândega. Os dois crimes aconteceram na madrugada da última quarta-feira (16/08).

Chama atenção que ambos os pontos que foram alvos dos criminosos ficam localizados em trechos com muitas lojas e intenso fluxo de pessoas durante o dia. A região também é patrulhada pelo Programa Segurança Presente, mas o delito ocorreu fora do horário de trabalho dos agentes.

Não é de hoje que lojistas da área sofrem com a ação dos bandidos, em dezembro do ano passado, DIÁRIO DO RIO denunciou que a Rua Gonçalves Dias é uma das “preferidas” dos bandidos. Antes da Boticário, por exemplo, a Arezzo, gigante do varejo, e a Hope, especializada em lingeries, também tiveram suas propriedades violadas no mesmo endereço.

Parte do Centro do Rio das mais movimentadas, a Rua Gonçalves Dias abriga a tradicional Confeitaria Colombo, um ponto turístico na capital fluminense que recebe turistas do mundo inteiro. Porém, nas madrugadas, e também aos fins de semana, o trecho fica vazio, favorecendo a ação dos infratores.

Advertisement

Em nota enviada ao DIÁRIO DO RIO a Polícia Militar informou que não foi acionada para atender as ocorrências desta semana.

Ainda de acordo com o comunicado da corporação, houve aumento de policiamento no Centro do Rio e que as equipes do 5ºBPM estão em contato com os estabelecimentos, tentando buscar imagens sobre o caso.

A corporação ressalta que, de acordo com os últimos dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), num comparativo entre os primeiros semestres de 2023 e 2022, houve queda de 28% nos roubos a estabelecimentos comerciais e de 24,5% nos roubos de rua na região.

A corporação destacou a importância das denúncias, que podem ser feitas pelos canais oficiais e com absoluto sigilo: telefone 190 e pelo aplicativo 190 RJ, onde o usuário utiliza o botão de emergência que permite acionar o socorro de forma mais ágil, passando para a Central a localização, além do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. Os registros em delegacias da Polícia Civil também são essenciais para que procedimentos investigativos sejam iniciados.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Criminosos voltam a invadir e roubar lojas no Centro do Rio
Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Mais de 200.000 criminosos foram libertados após Alexandre de Moraes virar ministro do STF. Inclusive o Lule e os chefões das maiores facções criminosas do país. E por ele criadas várias leis que protegem a criminalidade no Brasil. E o povo assiste. Assustado.

  2. Não só lojas comerciais invadidas. As ruas foram invadidas!
    O carioca não sai mais tranquilo às ruas.
    Pedintes com tom ameaçadores tomam conta das ruas, que logo respondem ao não. Reparam o que carrega. E falam com deboche: “que não tem o que? Olha a bolsa cheia com você” às vezes até falam “por isso tem que ser roubado”.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui