Da década de 1930, os tradicionais postes da Av. Atlântica, em Copacabana, serão restaurados

Dos mais de 70 postes distribuídos pela Atlântica, 30 estão em péssimo estado de conservação, denuncia Horácio Magalhães, presidente da Sociedade Amigos de Copacabana

Tradicionais poste de Copacabana completamente vandalizado / reprodução: Instagram

Os tradicionais postes de iluminação “colar de pérolas” localizados, na Avenida Atlântica, em Copacabana, serão objeto de revitalização até o final de 2022. Vitimados pelo descaso, pelo vandalismo e pela maresia inclemente, os equipamentos serão modernizados e restaurados com a nova iluminação em LED, segundo informações da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Os postes, que são da década de 1930, fazem parte do patrimônio histórico da cidade e sempre garantiram um charme muito especial à Princesinha do Mar. Dos mais de 70 postes distribuídos pela Atlântica, 30 estão em péssimo estado de conservação. Não que os demais estejam bem, segundo o presidente da Sociedade Amigos de Copacabana (SAC), Horácio Magalhães, que denunciou o descaso com os equipamentos nas redes sociais.

De acordo com Magalhães, há 8 anos, após uma intensa cobrança, os postes foram restaurados pelo poder público municipal. Mas, com o tempo, a situação de abandono aliada às ações do tempo e de vândalos acabaram por incidir novamente sobre os postes. Muitos dos quais não funcionam, estão cobertos por ferrugem e sem cápsulas.

Horácio Magalhães destaca que por serem tombados, os postes da Atlântica deveriam ser motivo de conservação criteriosa. Algo que não tem ocorrido.  

A RioLuz, por sua vez, adiantou que está elaborando um projeto para a restauração dos equipamentos. As cúpulas históricas dos postes também serão substituídas por réplicas das luminárias existentes. Segundo a instituição, a previsão é de que o projeto de restauração tenha início em novembro de 2022.

As informações são do jornal O Globo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui