Dauro Machado: Obrigado, irmã Zilá pelo trabalho. Roma receberá um exemplo de religiosa

No próximo dia 14 de janeiro de 2023 a Irmã Zilá, Reverenda Madre Superiora das Irmãs do Bom Conselho, na residência Episcopal do Rio de Janeiro, segue para Roma onde ficará 3 anos trabalhando no Colégio Pio Brasileiro

No próximo dia 14 de janeiro de 2023 a Irmã Zilá, Reverenda Madre Superiora das Irmãs do Bom Conselho, na residência Episcopal do Rio de Janeiro, segue para Roma onde ficará 3 anos trabalhando no Colégio Pio Brasileiro, uma referência para o clero na capital Italiana.

Irmã Zilá até esta data seguirá como responsável por cuidar do Palácio São Joaquim residência do Eminentíssimo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João, Cardeal Tempesta e Bispos auxiliares. Seguramente a ida da Religiosa para Roma deixará uma lacuna que não será facilmente preenchida.

Irmã Zilá é mineira, dona de um sorriso acolhedor e de grande dedicação à Igreja Católica cuidando junto com as demais Freiras da “casa” do Senhor Arcebispo. Durante estes anos todos, ela tem sido uma referência. Trata-se de uma Religiosa comprometida com a obra de Deus. Ela e as Irmãs da Congregação do Bom Conselho são responsáveis pelo dia a dia da vida doméstica do Palácio São Joaquim.

A Irmãs, sob a coordenação da Irmã Zilá cuidam das refeições servidas no Palácio, da limpeza e conservação do histórico prédio, dos apartamentos de trânsito localizados no Edifício São João Paulo II, anexo ao “São Joaquim”. O trabalho é impecável, irretocável e reconhecido.

Irmã Zilá apesar da labuta diária que começa logo cedo não abre mão de conduzir a comunidade de Religiosas as orações, a reflexão, a participação nas Missas e ao louvor a Deus, a quem ele e as demais dedicam suas vidas.

A ida da Irmã Zilá para Roma, como dito par o Colégio Pio Brasileiro será por 3 anos pelo menos, prazo do convênio assinado entre sua Congregação e a instituição em Roma. O Pio Brasileiro receberá sem dúvida uma das mais queridas e comprometidas Religiosas.

O Cardeal Orani João Tempesta, em conversa com este Colunista manifestou todo seu reconhecimento e agradecimento a Irmã Zilá pelo trabalho dedicado e profícuo no Palácio São Joaquim e na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Apesar de lamentar a ida da Irmã Zilá para Roma, Dom Orani disse que a Missão de todos é sempre servir a Igreja e em Roma, a Religiosa estará em mais uma Missão para a glória de Deus.

Neste final/começo de ano já havia um tom de despedida no Palácio São Joaquim e Irmã Zilá recebeu muitos agradecimentos de todos que a conhecem e com ela convivem pór tantos anos. Funcionários da Arquidiocese também manifestaram tristeza pela saída da Freira mas compreenderam que é chegado o momento de Irmã Zilá se dedicar ao Colégio Pio Brasileiro.

Ao conversar com ela sobre sua ida para a Roma. Irmã Zilá diz que vai com o coração apertado pelos anos que passou no Rio de Janeiro, na Arquidiocese mas que espera se adaptar bem à nova realidade em um novo País. É certo que ela servirá no Colégio Pio Brasileiro com o mesmo zelo, comprometimento e fé.

Sentiremos falta do olhar sincero da Irmã Zilá, de seus passos rápidos, parecendo estar sempre com pressa para realizar mais e melhor seus serviços. Sentiremos saudades de seu sorriso e de sua bondade com todos. Temos a certeza que o Colégio Pio Brasileiro receberá uma excelente pessoa, um ser humano generoso e uma Religiosa que sempre foi um exemplo para todos.

Para Irmã Zilá neste momento de uma nova Missão só duas palavras bastam: Gratidão e reconhecimento. E não podemos deixar de externar um desejo que temos certeza é de todos que a conhecem: O de que ela não demore muito a voltar. A saudade já está batendo.

Este é um artigo de Opinião e não reflete, necessariamente, a opinião do DIÁRIO DO RIO.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui