A nova sensação dos ambientalistas “around the world” é a adolescente sueca Greta Thunberg. Com 16 anos, Greta tornou-se uma espécie de Gleisi Hoffman dos “verdes”. A jovem, com olhar de ira, entorta a boca, faz mil e uma caretas e inflama as platéias defendendo a natureza e os biomas. Há que se ter receio dos paladinos e paladinas que surgem do nada para defender uma causa supostamente sem interesse pessoal envolvido.

Greta tem mandado recados a respeito das mudanças climáticas, tem sido recebida por líderes mundiais e em seus raivosos discursos chega a propor nas entrelinhas a interferência na soberania de nações, preferencialmente as do terceiro mundo.

Quem é esta jovem? Seria mais uma chata fanática? Seria uma só mais uma jovem precoce que tocava “o bife” no piano a vovó aos 3 aninhos de idade? Não. Greta é de fato uma menina que defende os interesses do chamado lobby verde. De santa nada tem e nem tampouco é apenas uma interessada em salvar o planeta.

Um artigo publicado no jornal “El Espanhol”, escrito pela jornalista Cristina Gomes desnuda completamente os interesses dessa Sueca que tem mobilizado o planeta. A jornalista publicou seu artigo com base no prestigiado The Sunday Times onde deixa claro que “Santa Greta” teve seu sucesso impulsionado por grandes lobbys de empresas de “energia verde”. Tais empresas teriam, segundo o El Espanhol, uma parceria com Greta para que com sua verborragia descontrolada facilitasse a transição de matrizes energéticas dos países para grupos empresariais da chamada “energia verde”. Segundo o jornal Espanhol, Greta esta diretamente ligada ao magnata verde, Ingmar Rentzhog.

Greta como se vê tem interesses próprios em seu “sacro santo” ativismo ambiental que a levou a anunciar uma greve escolar perante o parlamento sueco em agosto passado.

Claro que as causas ambientais precisam ter a devida atenção dos governos de todo o mundo. O meio ambiente e os biomas de forma geral são importantes para a sobrevivência da raça humana no entanto na medida que surgem figuras esquisitas como Greta, causa desconfiança. Quando se descobre que a jovem performática Greta Thunberg não passa de uma esperta adolescente que ao que parece leva vantagens para defender o meio ambiente através de empresas verdes, toda sua fala cai por terra, toda seu discurso é vazio.

Os grandes defensores das grandes causas não surgem de uma hora para outra. Não existem no mundo programas tipo big brother que transformem ilustres desconhecidos em verdadeiros arautos de certas causas. Pelo que se observa, a impressionante menina sueca é só mais uma famosa “você é quem” que encontrou na ecologia, meio ambiente e mudança climática, filões interessantes para obter além da notoriedade, um recheada conta de verdinhas.

Pobre Greta, mais uma santa com pés de barro.

6 COMENTÁRIOS

  1. Vc tem certeza que quem escreveu o artigo na espanha e na gb nao tens interesse em derrobar a luta da Greta? As lobbyes do petrolio Sao muitos forte, poderosas do que a chamada lobbye verde. Se agora a gente fica mais focada no consumo do plastico è sò gracas a Greta. Ja temos vistos centenas de peixes mortos para o plastico mas ninguem feiz nada. Surgiu a menina Greta e todo mundo està focado.

  2. Vc tem certeza que quem escreveu o artigo na espanha e na gb nao tens interesse em derrobar a luta da Greta? As lobbyes do petrolio Sao muitos forte, poderosas do que a chamada lobbye verde. Se agora a gente fica mais focada no consumo do plastico è sò gracas a Greta. Ja temos vistos centenas de peixes mortos para o plastico mas ninguem feiz nada. Soriu a menina Greta e todo mundo està focado.

  3. Greta pode ter envolvimento com entidades de energia limpa, mas merece respeito, pois poderia estar vivendo a sua adolescência tranquilamente. Chico Mendes também se expôs lutando pela causa ambiental e acabou assassinado.
    Gostei do olhar dela pro Trump. Como ela encara os demônios, com toda desconfiança que o jornalismo deve ter, prefiro acreditar na luta dela.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui