Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Em uma tacada só o prefeito Eduardo Paes (DEM) indicou 50% do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro. Em mensagem enviada a Câmara dos Vereadores do Rio, foram indicados os 3 nomes para preencher as vagas do TCM-RJ: David Carlos (chefe de gabinete do prefeito) , o vereador Thiago K. Ribeiro (DEM) e o procurador Bruno Maia.

Ao TCM-RJ cabe a análise das contas da Prefeitura do Rio, e a indicação dos nomes foi feita de acordo com uma regra da casa, desta vez um indicado do prefeito, David, um vereador, Thiago e um técnico Bruno. Esta última vaga deveria ter sido preenchida por outro procurador, indicado pelo ex-prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), mas uma manobra da Câmara, atrasando a votação, permitiu que a indicação viesse a ser de Paes.

De acordo com o jornalista Cláudio Magnavita, s indicação de Bruno Maia, confirma o prestígio do ex-presidente Thiers Montebello, que apostou as suas fichas em Maia e confirma a sua influência na corte que presidiu por 20 anos.

Já Thiago K. Ribeiro disputava a vaga com o vereador Dr Jairinho, que se é suspeito do assassinato de seu enteado, o menino Henry. Outro nome que corria por fora era da vereadora Rosa Fernandes (PSC), mas talvez o fato de ser independente tenha impedido o cargo merecido. Thiago foi eleito vereador com apoio de Jorge Picciani (MDB), com seu pai tendo atuado junto do ex-todo poderoso da Alerj.

No lugar de Thiago K. Ribeiro na Câmara deve assumir o suplente Alexandre Beça (DEM). Isso se Paes não devolver Átila A. Nunes (DEM) para a Câmara, já que ele foi nomeado secretário para dar assento de edil ao Professor Célio Luparelli (DEM) .

Já o nome escolhido por Paes, David Carlos, está com ele há muitos anos, mas sem curso superior completo, quase foi barrado. É que os vereadores Pedro Duarte (NOVO) e Tarcisio Motta (PSOL) tentaram apresentar uma emenda na lei que resolvia alguns buracos do TCM, obrigando que o indicado a conselheiro tivesse diploma. Mas até o PT, com o vereador Reimont, se mostrou contra.

Agora cabe a Câmara decidir se aprova ou não os nomes indicados por Paes. Tudo indica que aprovará.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui