Degase e Seeduc realizam formatura da 3ª turma do Projeto Famílias que Somam

Foto: Governo do Estado

Na tarde desta quinta-feira (03/11), o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), vinculado à Secretaria Estadual de Educação (Seeduc), realizou a formatura da 3ª turma do Programa “Famílias que Somam”, integrante do programa SOMOS e do Laboratório de Estudos Socioeducativos (LABES), fruto da parceria do Departamento com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

A iniciativa é um projeto de inclusão que visa promover maior aproximação da família com o processo de ressocialização dos adolescentes, reduzir os índices de descumprimento e reincidência e fortalecer os vínculos familiares. Cerca de 295 famílias estiveram presentes no auditório da Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC) para receberem seus diplomas e comemorarem este importante passo.

  • O Degase não se cansa e tem a proatividade necessária para alcançar uma sociedade melhor para todos. Para 2023 a ideia é aprimorar mais a parceria, SEEDUC, UERJ e Degase para que juntos a igualdade seja uma marca da socioeducação – afirma o diretor geral do Degase, Victor Poubel.

Para o Reitor da UERJ, Mário Sérgio Alves Carneiro, questões voltadas à escolarização, profissionalização e empregabilidade são o foco desta iniciativa que tanto acrescenta na sociedade.

  • Vocês são o símbolo do sucesso deste projeto. O dia mais importante da vida de um aluno, e de um professor, é a formatura, pois isso significa que nosso trabalho está dando certo. A UERJ, como a primeira universalidade a implantar o sistema de cotas, sabe e valoriza essa luta por condições iguais – pontua o Reitor.

Temas pertinentes como: Cidadania; Políticas públicas e redes de apoio; Saúde; Socioeducação; Educação; Trabalho; Família e sociedade são ofertados durante os 2 meses de curso, permitindo, assim, uma formação digna para cursistas.
Representando o Secretário de Educação, Alexandre Valle, a subsecretária de gestão de ensino, Ana Valéria exaltou a realidade do projeto.

  • Eu, como professora da rede estadual, posso falar com bastante conhecimento de causa, como é admirável ver a veracidade do projeto. A importância e atenção dada a estes jovens da socieducação garante a transformação e a superação dessas pessoas – finalizou Ana.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui