Deputados do RJ aprovam uso de celular em agências bancárias se necessário para o atendimento

Projeto de lei agora segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro; medida vale tanto para clientes quanto para funcionários

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Sessão plenária da Alerj - Foto: Julia Passos

Nesta quinta-feira (13/06), a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, em 2ª discussão, um projeto de lei que autoriza que clientes e funcionários utilizem aparelho celular dentro de agências bancárias de todo o estado caso isso seja necessário para o atendimento.

A medida, número 1.013/2023 e de autoria da deputada Marina do MST (PT), agora segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro, que tem até 15 dias para decidir sobre o assunto.

Vale ressaltar que o texto, se aprovado, altera a lei 5.939/2011, que proibia o uso de aparelhos eletrônicos no interior das agências bancárias, permitindo apenas nas áreas de atendimento personalizado.

Advertisement

De acordo com a possível nova lei, a avaliação da necessidade de uso do aparelho será realizada pelo funcionário da agência, sendo vedada a utilização pelo cliente sem autorização prévia.

”A proibição incondicional do uso de celulares e similares dentro das agências bancárias afeta sobremaneira as pessoas que usam os serviços bancários, principalmente as que tenham menor grau de familiaridade com o uso da tecnologia e recorrem aos funcionários dos bancos com o objetivo de solicitar auxílio acerca do uso dos aplicativos”, explicou Marina.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Deputados do RJ aprovam uso de celular em agências bancárias se necessário para o atendimento
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui