De acordo com uma resolução do último dia 28/01, os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) terão direito a um reembolso no valor máximo de R$ 80 para o pagamento de linha de celular privada e de serviço de internet banda larga fixa. O benefício já está sendo chamado de “auxílio banda larga”.

Os Magistrados têm remuneração mensal de R$ 35 mil. 

O benefício é para os desembargadores que estão trabalhando de casa, no modelo home office, desde o início da pandemia causada pelo Coronavírus.

A notícia, publicada inicialmente no site do jornal Valor Econômico, provocou manifestações críticas nas redes sociais:

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto isso, fazemos doações para pagar a Internet aos estudantes que não podem pagar às suas aulas digitais ou estudarem para às provas ENEM.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui