Foto: Capa da terceira edição da revista

O DIÁRIO DO RIO tem como um dos parâmetros falar bem do Rio de Janeiro. Sabemos dos problemas e, obviamente, noticiamos os mesmos, mas não somos feitos somente de problemas. Temos muitas coisas boas a mostrar e fazemos isso. E não estamos sozinhos nessa. Muitas veículos têm a mesma linha de pensamento. Um deles é a revista Destino Rio.

A publicação está com a quarta edição na gráfica e a quinta sendo preparada na redação.

Alguns devem se perguntar: em plena crise dos veículos impressos, por que lançar uma revista impressa e não apenas on-line? Outros ainda mais incrédulos indagam: e falando de turismo, especificamente no Rio, uma cidade e um estado com enormes problemas econômicos e políticos? Não, ao contrário do que pensam, não estamos contra a maré. Primeiro, acreditamos na transformação dos veículos impressos e não na sua completa extinção. Veículos impressos com distribuição gratuita, em pontos selecionados (no Rio e no exterior), com textos objetivos, informativos e direcionados ao público que pretendemos atingir é o presente. E o futuro. Não por acaso, nossa revista é em quatro idiomas (português, inglês, espanhol e francês). Queremos que o turista se sinta em casa, lendo em sua própria língua. Segundo, o Rio é o nosso destino. Poderíamos estar morando em qualquer outro lugar, mas escolhemos estar aqui e o Aeroporto Internacional Tom Jobim para nós é apenas um dos pontos de distribuição da revista. Porta de entrada e não de saída do país”, destaca Luiz Redinger, CEO da publicação.

Quem estiver interessado em ler a revista, é só clicar aqui.

E como o pessoal da Destino Rio disse: “Um lugar que com mais de meio milhão de anos como o Rio, não irá sucumbir a uma fase difícil. Estamos trabalhando para virar o jogo. Tudo é uma questão de ponto de vista. E com perdão do trocadilho, vista é o que não falta no Rio de Janeiro“. O DIÁRIO DO RIO está de acordo. Inclusive com o trocadilho.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui